Como eu já falei no meu primeiro post, sou um ser perfeccionista por natureza. Eu sempre implicava com as peças que costurava por não ficarem perfeitamente perfeitas (toc total, eu reconheço).

Isso me fez desistir de aprender costura durante a adolescência e ainda hoje me frustra várias vezes. É claro que, com a prática, minhas peças melhoraram muito! É engraçado olhar para as primeiras costuras e muito estimulante porque vejo o quanto evoluí e que posso sempre melhorar!

Com isso em mente, sempre busco por dicas preciosas sobre como melhorar a costura e aproveito este espaço no blog para dividir as mais preciosas com vocês!

Apliquem essas dicas e escrevam nos contando os resultados. Ah! E sejam bonzinhos e boazinhas, dividam também suas dicas de ouro com as outras leitoras (e autoras) do blog… vamos adorar!!!

Dica 1. Lave sempre o tecido antes de costurar

Você faz aquela peça linda, escolhida a dedo, usa, se orgulha! Aí, claro, coloca para lavar e o resultado é um desastre!!! Ela não serve mais, fica toda retorcida, suas costuras que antes estavam retinhas ficam tortas e você não entende o que aconteceu. Seu lindo tecido pode ter encolhido durante a lavagem e isso vai causar a alteração em todas as costuras, modificando inclusive o ajuste da peça, quando esta for de vestuário.

A solução é simples: faça uma pré-lavagem de todos os tecidos antes de costurar e nunca mais terá que se preocupar com isso! Essa regra é importante para todos os tipos de tecido e principalmente se for combinar tecidos diferentes na sua costura.

Dica 2. Passar, passar, passar!

Uma das dicas mais bacanas da “nova costura” é o uso do ferro de passar durante a confecção da sua peça. Sim, eu sei que isso não é novo, mas nas escolas de costura de antigamente não era muito utilizado. Pelo menos essa é a experiência que eu tenho com os cursos que minha mãe, madrinha e cunhada fizeram.

Quando comecei a aprender a costurar, a dica mais valiosa que aprendi foi sobre passar as costuras. Confesso que de início rejeitei a idéia, achava simplesmente uma bobagem, perda de tempo. Além, é claro, da preguiça de armar todo o esquema (tábua e ferro) durante meus momentos costurísticos.

Depois de aplicar essa dica e comparar os resultados, finalmente me convenci que faz toda a diferença. Faz mesmo, acreditem, além de ser muito simples, basta ter o ferro sempre a mão e usá-lo para assentar suas costuras antes de partir para a próxima etapa de construção de sua peça. O investimento de tempo é mínimo e vai elevar o nível do seu trabalho para um trabalho profissional.

A Katia publicou aqui a placa de passar que ela fez e usa no ateliê dela. Aproveita a idéia, você não vai se arrepender!

E o ferro? Nada de especial meninas, vejam que ótima noticia. Eu uso o mesmo ferro de passar roupas aqui de casa e melhor ainda, quase sempre sem o vapor, de modo que o ferro mais simples vai servir bem a esse propósito! Então gente, passe, passe e passe!

Dica 3. Finalizar as costuras

Eu sei, eu sei. Você vai dizer que isso é uma chatice, que não vai parar a confecção de sua linda peça (mal pode esperar para vê-la finalizada!) para alterar o ponto para o zigue zague e finalizar as costuras.

Mas acredite, isso é absolutamente necessário e imprescindível se você quer elevar o nível de seus projetos. A finalização das extremidades “cruas” (cortadas, sem costura) é muito importante pois além de reforçar a costura principal, impede que o tecido desfie e forme um emaranhado de fios após a lavagem. Sou muito ansiosa com minhas costuras e a vontade de pular essa etapa enfadonha é quase irresistível.

Depois de passar por experiências chatas como costuras abertas ou mesmo perder peças porque desfiaram tanto que não existe conserto possível, me convenci da importância dessa etapa. E estou tão certa disso, que tenho pensando seriamente em comprar uma overloque caseira, que entre suas principais funções propicia um acabamento excelente nas costuras.

Dica 4. Mantenha sua máquina de costura limpa e ajustada

Sobre essa dica, a Katia já falou nest post aqui. Como isso é muito importante e deve ser feito periodicamente, sempre é bom relembrar! A sujeira pode prejudicar o funcionamento de sua máquina, sujar sua peça novinha, antes mesmo que ela fique pronta, o que é muito, muito chato!

Além disso, os fios que sobram das costuras anteriores vão se acumulando debaixo da caixa de bobina e o resultado disso pode ser um enorme emaranhado de fios na parte de baixo de sua costura. Já passou por isso? Eu já e posso assegurar: melhor evitar!!!

Então gente, mãos a obra, vamos usar e abusar desses pequenos truques!

Beijoca!

Ana