Olá!
Ontem contei aqui no blog como foi gostoso produzir algumas peças novas com tecidos e moldes que eu já tinha em casa. A primeira peça foi um vestido para usar na passagem de ano.

Como eu fiz vestidos lisos por dois anos seguidos e achei que seria demais ter outro vestido branco e liso no armário, resolvi usar este tecido lindo de barrado que comprei em Berlin. Por formar este barrado, ele só era vendido por metro, assim não cortava a estampa.

Eu tinha dois metros do tecido de algodão (lembra os tecidos Liberty de algodão que uso vez ou outra, bem macio), mas queria usar só um, para não inutilizar o outro. O vestido teria que ser simples para poder ocupar os 1m de altura por 1,40m de largura, sendo que meu tamanho não é dos menores, rs!

Recorri ao molde do vestido Laurel, da Colette Patterns, pois não possui recortes e as pences são discretas. Por não ter tecido suficiente para fazer mangas, passei sem elas mesmo. O que sobrou do tecido virou o viés que usei nas cavas e decote.

Foi bem tranquilo de fazer, mesmo com as pequenas modificações de tamanho e do zíper que deixou de ser traseiro e virou zíper lateral.

Festejamos em casa com parte da minha família, pois foi o primeiro Ano Novo só com o Luke e não quis deixá-lo sozinho por conta dos fogos. Mas preciso confessar que ele parece nem ter ligado, ufa!

Usei o vestido com minhas espadrilles clarinhas, pulseira e brincos prateados e maquiagem com brilhos e batom vermelho. E o cabelo cinza tão desejado e que eu estou amando ficou ajeitado depois de um babyliss.

Vestido: tecido de algodão estampado comprado na Idee Creativmarket (Berlin), molde do vestido Laurel, da Colette Patterns (EUA).
Espadrilles: Cervera

Um brinde a 2016!
Desejo que seja muito bom e tranquilo para todos nós!

Beijos!