Livro do Mês – Sashiko

Dose dupla de livros neste mês!À esquerda: The Ultimate Sashiko Sourcebook (em inglês) À direita: Sashiko Zakka (em japonês)

Olá!

Tudo começou em janeiro, quando eu fiz um workshop para conhecer o Sashiko, técnica japonesa de bordado.

Primeira peça bordada, no workshop, que virou almofada.

Eu comprei o primeiro livro quase que em seguida de ter feito o workshop. Fui até a Fonomag (no bairro da Liberdade) e fui super bem atendida!

Sashiko Zakka (em japonês)

Como não entendo nada em japonês, vou confessar que comprei porque queria logo ter um livro em mãos para poder fazer mais peças. Este livro possui um tanto de padrões de bordado que eu posso usar. Me interessou também porque os projetos sugeridos estão divididos por estação do ano, o que eu achei fofo e propício. Também acabou dando a ideia de fazer a colcha para o Noah com motivos que estivessem ligados à primavera.

Logo o primeiro projeto do livro é de quimonos infantis, todos bordados! Eu não me aventurei a deduzir como faz um (que pena, queria tanto), mas se os desenhos eram adequados para quimonos infantis, seriam também adequados para a colcha!

Quimonos infantis, queria tanto entender as instruções para fazer!

Diagramas dos bordados para os quimonos infantis.

Depois de escolhidos os padrões, comecei uma baita pesquisa na internet para saber o significado delas. E cheguei a alguns sites e explicações, que eu detalhei aqui.

No mesmo dia resisti à tentação de comprar mais um livro em outra livraria da Liberdade, já era desafio suficiente me livrar com um livro em japonês, rs!

Colcha do Noah.

Mesmo já estando com a colcha encaminhada, continuei à procura de algum material que eu pudesse entender melhor. Acabei encomendando na Livraria Cultura este livro abaixo, que é em inglês e levou quase dois meses para chegar. Também tem projetos fofos e uma espécie de catálogos dos desenhos de bordado, separados por temas (quadrados, curvos, que formam determinados desenhos).

The Ultimate Sashiko Sourcebook (em inglês)

Mais simples impossível: bordar padrões diferentes e colocar em molduras compradas prontas.

Por exemplo, este curvadinho a seguir é um dos desenhos que eu acho mais lindos e agora eu sei que representa a grama com o bater do vento. Os desenhos costumam ter significados interessantes ou apenas serviam para retratar alguma cena cotidiana. Legal, né?!

Saquinhos com bordados em Sashiko.

Catálogo de diagramas, parte de “ondas”. Imagina o restante?

Em ambos os livros existem indicações de como transferir ou desenhar os padrões, bem como qual a ordem e o sentido que devem ser bordados (através de setas e números nos diagramas).

Então, por enquanto, nada de literatura em português para esta técnica. Mas como o empurrãozinho inicial para mim foi feito em um workshop aqui mesmo, estou conseguindo me virar com os livros!

Beijos!

Serviço:

Livro: Sashiko Zakka (em japonês)
Autor: Hideko Onozaki
Editora: Tatsumi Mook
Site

Livro: The Ultimate Sashiko Sourcebook – Patterns, Projects and Inspirations (em inglês)
Autora: Susan Briscoe
Editora: David & Charles
Ano: 2013

Livrarias do bairro da Liberdade:
Fonomag
Rua da Glória, 242
Site

Livraria Sol
Praça da Liberdade, 153
Site

Participe do encontro virtual de aniversário de 8 anos do blog!
Dark, a compreensão da passagem do tempo e um gorro de tricô
A colcha do Noah – Bordados em Sashiko

Olá!

Semana passada eu terminei de bordar a colcha do Noah, tudo feito com a técnica do Sashiko.
Eu aprendi os princípios do Sashiko num Workshop na Kikikits em janeiro. Na ocasião, fiz meu bordado com uma linha DMC perlê, a mais parecida com a linha japonesa Olympus. Ambas são 100% algodão.

Na época eu comprei algumas linhas da Olympus para trabalhos futuros, em branco e natural. Só que a linha da DMC foi suficiente para bordar a peça do workshop, que virou almofada e toda a colcha do Noah. A agulha usada foi uma que eu já tinha, que parece com a agulha de ponto cruz, mas tem a ponta mais afiada, mais adequada para bordar tecidos.

Depois de decidir como seria a colcha, comprei o linho (para manter a tradição de bordar em tecidos naturais), montei a frente da colcha com blocos de Patchwork (contei essa parte no primeiro post da colcha, aqui) fui atrás dos motivos para bordar. A maior fonte foi o Pinterest. Fora dele, não havia praticamente nada em português e pouca coisa em inglês. Lá fui eu procurar um livro sobre o assunto e comprei este aqui, na Fonomag:

Eu vou fazer um post depois só sobre o livro, mas por ora conto que, apesar de estar em japonês e eu não entender nada da língua, ele foi suficiente para escolher os motivos, já que propõe os projetos por estação do ano. Escolhi os que estavam na Primavera, quando o Noah vai nascer.

Fiz mais buscas sobre os significados de cada desenho e o que eu encontrei foi:

Asano-Ha (en: Hemp Leaf – sim eu também estranhei, rs!). Eu entendi como sendo as folhas de Cânhamo. O Imperador do Japão só usa roupas feitas de cânhamo e o motivo costuma ser bordado em peças infantis para desejar que a criança cresça forte e bastante, assim como a planta.

O livro também foi útil para direcionar a ordem do bordado, importante para que as figuras fiquem formadas corretamente e mantenham as características da técnica de oferecer resistência às peças enquanto decora e que as linhas não se sobreponham no lado direito.

Acabei fazendo os motivos não muito pequenos pois achei que deixaria um efeito gráfico interessante e também eu conseguiria manter o controle do bordado, já que eu não estou acostumada a fazê-lo, fora ser feito em um tempo razoável.

Eu bordei com a frente da colcha já costurada, transferi os desenhos usando papel manteiga desenhado, papel carbono branco para tecido e carretilha.

E aqui está a frente da colcha, prontinha!

Eu adorei o resultado, ficou como eu imaginava!

E, para manter o costume de dedicar uma trilha sonora californiana ao pequeno Noah, lá vai:


Não teve jeito, com o show do Metallica, a gente retomou os álbuns clássicos aqui em casa. Essa é uma das minhas favoritas!


Pula, Noah, pula!


Só clássicos dos cabeludos dos anos 90 neste post!

No próximo post, vou colocar os detalhes finais deste projeto, não perca!

Beijos!

Meus 10 anos de costuras: as costuras de 2012 e início de 2013!
Meus 10 anos de costuras: as costuras de 2011!
Costuras da Semana!

Olá!
Começando o post semanal de costuras de maneira diferente, conto que na 3a feira passada eu participei de um workshop de Sashiko, na Kikikits.

O Sashiko é uma técnica de bordado japonesa criada para enfeitar e proporcionar mais resistência aos tecidos. Geralmente é feito em tecidos naturais (algodão, linho, rami) de fundo escuro com linha clara.

A Cristina Saka é uma fofa e explicou bem a origem da técnica, os materiais usados, como trabalhar os pontos e uma coisa que eu acho fundamental: o acabamento perfeito do verso. Saí da aula com mais linhas compradas, dicas de onde comprar linhas e os tecidos mais recomendados e muita vontade de fazer mais!

Iniciando os trabalhos do Sashiko

Bordado pronto

O painel (que eu terminei de bordar rapidinho em casa) acabou virando… adivinha? Uma almofada!

Daqui a pouco eu vou ter que tirar o sofá da sala e deixar só as almofadas, rs!

Ela ficou um pouco pequena em relação às demais, mas ficou muito fofa!

Capa pronta

No sofá ficou muito pequena…

…Ficou melhor na poltrona, junto com a almofada redondinha de crochê! O verso dela foi feito com um retalho de tecido Liberty, florido com fundo azul marinho. Usei o mesmo tecido para fazer o viés de acabamento. Eu amei o resultado!

Momento importante antes de sair da Kikikits: comprei os tecidos que formarão as bordas da minha tão desejada colcha. Eu babei na combinação dos tecidos!

Fugi do meu viciante azul, mas não fiquei somente no verde. As cores estão entre o azul petróleo e o turquesa, com um toquezinho de verde. Marido também aprovou a escolha!

Tecidos para as bordas da colcha: ok! (eeehhh!)

Falando na colcha, não teve roseta nova esta semana porque acabaram meus hexágonos de papel para formar os últimos hexágonos de tecido… 🙁
Estou fazendo um monte deles para os hexágonos brancos e é nisso que eu vou me concentrar por esses dias. Saldo de rosetas estampadas até o momento: 93 (de 95).

Depois do workshop, fui para a aula da Lurdes. Estava com saudade!

Para pegar o ritmo de novo, fiz uma bermudinha de lycra (naquela cor de “café com bastante leite”, cor de lingerie básica) para usar debaixo de saias e vestidos. Assim fico protegida de ventinhos indiscretos e também do atrito entre as pernas (quem não tem desse “probleminha” levante as mãos pro céu, viu?! rs). Por motivos óbvios não vai ter foto comigo usando o shorts, rs!

O resultado ficou muito bom e como eu tenho material para fazer mais uns dois então quando a minha sonhada máquina de overloque estiver morando no meu quartinho, este será um dos primeiros projetos.

Nesta semana devemos pegar firme no vestido longo que comentei na semana passada.

A semana também foi de alguns consertinhos, que sempre me deixam contente por colocar em uso de novo algo que a gente gosta de usar e que estava parado. Vou pular a blusa “misteriosa” que ainda não deu o ar da graça por aqui porque não mexi nela, tá?!

Um parênteses para o momento “não é costura, mas é legal”: comprei carimbos temáticos de costura e afins na Veio na Mala, achei os carimbos ótimos e muito fofos!

Capricho no pacote

O tecido temático que fazia parte do pacote já virou um quadrado para furoshiki!

Para enfeitar cartões e pacotes de presente!

Ah, já entrou na fila o presente de aniversário da afilhada, que está chegando!

Por enquanto só da pra mostrar isso aqui:

Tecidos nas cores que a afilhada adora e o livro de onde sairá o projeto!

Beijos e boas costuras!

Meus 10 anos de costuras: as costuras de 2012 e início de 2013!
Como foi o Me Made May 2020 (#mmmay20)
Katia Linden
Sou de São Paulo, publicitária de formação e várias outras coisas por admiração e escolha própria: feminista, mãe de cachorros, tatuada, amante de música, viciada em Grey's Anatomy, costureira, modelista, consultora de estilo e (também, ufa) autora deste blog.
Sobre o Blog ⟩
Newsletter

Assine a minha newsletter e receba novidades exclusivas por e-mail!

Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Email inválido.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres. (Obrigatório!)
keyboard_arrow_right
close
Vencendo a minha maior resistência: vender!
Sobre Florescer em Pleno Inverno