Look do Dia: Vestido de Festa!

Olá!

No último final de semana, fui a um casamento de uma colega de trabalho do marido. O evento seria à noite e, alguns dias antes, comecei a pensar no que vestiria para a ocasião.

Queria muito usar um vestido que fiz há praticamente três anos, quando fui madrinha de casamento da minha querida amiga Carla (post aqui). Depois desse tempo todo guardado, fiquei feliz que estava servindo direitinho, oba!

Resolvi fazer este post pois na época eu não fotografava as peças no manequim como eu faço hoje (as melhorias… que bom percebê-las!) e o look daquele dia também não teve fotos muito boas (eu também não tinha o hábito de registrar o meu armário handmade como faço atualmente).

Vestido de Festa Handmade

É muito legal fazer uma peça que, tempos depois, ainda dá vontade de usar. O modelo deste vestido é atemporal, as cores e o tecido me agradam muito até hoje. Ele está super bem acabado também. Foi só pegá-lo para provar que as lembranças de quando foi feito vieram à tona: preparei este vestido todinho durante as aulas de corte e costura que eu fazia com a Lurdes (saudades)!

Vestido com saia sereia, mais sequinha, com a parte de cima blusê! Para mim, é um ótimo modelo, pois equilibra os meus quadris largos e a parte de cima do meu corpo que é mais estreita!

Cintura marcada: amo!

Decote nas costas formado pelo drapeado do tecido.

Laços em gorgurão nos ombros.

Detalhe: cinto feito com o mesmo tecido do vestido, para dar acabamento ao franzido da cintura.

Look do Dia

No dia do casamento, aproveitei os acessórios que eu já tinha para fazer conjunto com o vestido. Deixei tudo mais escuro, em preto ou em verde. Achei que casou tudo muito bem!

Queria deixar as costas mais à mostra por conta do decote formado pelo drapeado do tecido. Como meu cabelo não está muito comprido, fiz cachos, soltei as mechas com um pente de dentes largos e prendi uma mecha lateral (confesso que cogitei fazer um coque, mas esconderia a parte do cabelo que está rosa, rs).

Melhor parte, as costas!

Esmalte combinando com o vestido e alguns dos acessórios.

Como está fazendo frio neste início de primavera e a linda cerimônia foi ao ar livre, vesti por cima a minha capa de lã para não passar aperto. O vestido é de tecido fino (só a saia é forrada), não tem mangas e ainda tem o decote nas costas, então fiquei bem quentinha com a capa, foi uma ótima escolha!

E, pela capa ser mais ampla que um casaco, ajudou a não amassar o vestido, principalmente nas costas!

Look de festa para uma noite fria!

Vestido: tecido Cotton Lawn Liberty, estampa de floresta da coleção SS/2013, molde da revista Burda portuguesa de 05/2012.
Capa de lã com forro de cetim: tecidos comprados na Mittus (rua Augusta) e molde da Revista Burda portuguesa (08/2013). Mais fotos da capa aquiaqui.
Sapato preto de cetim: Zara (antigão e amigo de muitas festas).
Brincos, pulseira e anel: Camila Klein
Bolsa vintage: L’oiseau Vintage

Gostou?
Eu fiquei super feliz em usar juntas duas peças tão especiais do meu armário handmade!

Beijos!

Um novo armário handmade para uma nova fase
Os tricôs de 2018
Look do dia – Saia em dobro!

Olá!

Já faz um tempo que fui pra Paris e os looks foram sendo publicados aos poucos aqui no blog. Para não levar mais tempo ainda para mostrar os últimos dois, resolvi juntar num post só. O que eles têm de semelhante? Os dois partiram de uma saia para eu ter o restante da combinação.

Deu pra notar que a gente não precisa ficar presa apenas às calças quando está frio. Não levei nenhuma calça jeans, por exemplo, pois acho que elas esquentam pouco. Deixei espaço na mala para peças que eu pudesse usar com meia calça térmica, que me deixa quentinha ainda que com as pernas de fora.

O primeiro look foi pensado para eu usar com a minha amada capa de lã. A saia justinha não adicionaria volume na parte de baixo, importante para uma capa volumosa. Combinei com uma camisa jeans estampada de florzinhas e uma blusa de lã que eu acho super bonita, mas que pinica um monte. A camisa por ser mais grossinha evitou o pinicamento (e assim eu quase desisti de tirar a tal blusa de lã de vez do meu armário). Neste dia estava mais frio e eu passei quase o dia todo com a capa, adorei!

E eu que não sou de usar brincos grandes há muito tempo, me apaixonei por este par que tem formato de pluma. Espero poder usar mais, pois realmente é super bonito!

Capa de lã com forro de cetim: tecidos comprados na Mittus (rua Augusta) e molde da Revista Burda portuguesa (08/2013).
Saia lápis: malha ponto roma comprada na Mediterrâneo (no Bom Retiro), molde Mabel, do site Colette Patterns (EUA).
Camisa jeans: Uniqlo (San Francisco)
Blusa de lã: H&M (Paris)
Meia calça térmica: DIM (Paris)
Botas: Schutz
Anel: Camila Klein
Brincos: Pri Schiavenato
Batom: Diva (MAC)

O último look desta série é do jeito que eu gosto, com estampas mais aparecidas! A blusa fechadinha de seda é um dos meus xodós, junto com essa saia xadrez de lã. Usei bastante as duas peças no inverno passado e não podia deixar de levá-las comigo nesta viagem. As estampas acabam casando entre si por terem o preto como cor em comum. O casaco creme que foi por cima teve que dar conta do vento bem frio deste dia.

Como eu tenho muita preguiça de trocar de bolsa e muito apego pela minha “Luisa”, eu sempre coloco um lenço amarrado nela para dar um toque especial. Ganhei a bolsa do marido há mais de dois anos e praticamente só uso a mesma bolsa sempre. Troco só quando quero usar uma pequenininha, pra sair, sabe? No resto do tempo, só dá a “Luisa”, rs!

Blusa de Crepe de Chine: tecido de seda comprado na e molde da revista Burda Portuguesa (11/2013)
Saia de lã xadrez: tecido comprado na , molde feito com as minhas medidas.
Casaco: não sei a marca, comprado em Buenos Aires
Meia calça térmica: DIM (Paris)
Botas: Schutz
Bolsa: Speedy Louis Vuitton com lenço Liberty vintage da L’Oiseau.
Cachecol: Uniqlo
Brincos: Camila Klein
Batom: Berry Noir (Contem 1g)

Preparando este post senti saudades do frio e muita vontade de voltar!
Gostou?

Beijos!

A volta às costuras depois de um ano
Voltei a dar aulas! Primeira parada: Sesc Ipiranga
Look do Dia – Estreando a Capa de Lã

Olá!

Finalmente chegou a vez dos posts sobre Paris! Estava um frio gostoso na maioria do tempo. Por isso que eu apressei para terminar a minha capa de lã antes de ir, seria a ocasião perfeita para estreá-la!

As fotos foram feitas à noite pois o marido estava participando de um congresso durante o dia e até a hora que eu o encontrava já tinha escurecido.

Vamos ter outros looks da viagem por aqui, mas este é especial porque é novidade, por ser uma peça realmente diferente de tudo que eu tenho no armário e por representar um final de um ciclo para mim, já que esta era a peça que não estava terminada quando deixei de ter aulas com a Lurdes.

Ter conseguido terminá-la sozinha apenas com base nas anotações que eu tinha feito me deixou muito satisfeita, com aquela sensação boa de independência. Por outro lado, me deixou com uma saudade danada da Lurdes e das aulas dela, que me mostraram a costura com outros olhos.

Enfim, voltando ao look, durante o dia tinha feito frio mas estava sol, então usei um vestido de veludo da Lascivité que eu amo, com camiseta “segunda pele” por baixo e meia calça, ambas térmicas (uma maravilha pois não adiciona volume na roupa e te deixa quentinha). Quando anoiteceu, esfriou um pouco mais. Foi a desculpa para pegar a capa lá no hotel e depois sair para jantar e bater perna com o marido.

Vamos ver?

Eu fiquei com receio de usar uma capa no lugar de um casaco pensando que limitaria os movimentos… Muito pelo contrário! Ela é soltinha, então mesmo se você estiver com um tanto de roupa por baixo acaba dando certo (desde que a parte de baixo da roupa ou o que vai ficar aparecendo depois da capa seja mais justo) e a abertura para os braços dão conta do recado!

E as faixas que saem da gola para dar um laço ainda dispensam o cachecol, muito lindo e prático!

Capa de lã com forro de cetim: tecidos comprados na Mittus (rua Augusta) e molde da Revista Burda portuguesa (08/2013).
Vestido de veludo: Lascivité
Camiseta térmica: Uniqlo (Paris)
Meia calça térmica: DIM (Paris)
Botas: Schutz

Gostou?

Preciso confessar que eu amei!
Beijos!

A volta às costuras depois de um ano
Voltei a dar aulas! Primeira parada: Sesc Ipiranga
Katia Linden
Sou de São Paulo, publicitária de formação e várias outras coisas por admiração e escolha própria: feminista, mãe de cachorros, tatuada, amante de música, viciada em Grey's Anatomy, costureira, modelista, consultora de estilo e (também, ufa) autora deste blog.
Sobre o Blog ⟩
Newsletter

Assine a minha newsletter e receba novidades exclusivas por e-mail!

Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Email inválido.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres. (Obrigatório!)
keyboard_arrow_right
close
Vencendo a minha maior resistência: vender!
Sobre Florescer em Pleno Inverno