Conheçam a Ana – por ela mesma!

A costura chegou em minha vida faz poucos anos, embora seja filha e afilhada de costureiras. Sempre adorei o trabalho que minha mãe e minha madrinha fazem, fiz muitas encomendas ao longo da infância e adolescência, mas não tinha paciência para aprender e muito menos habilidade para conseguir produzir peças de qualidade. Como um ser pra lá de perfeccionista que sou, algumas tentativas que não resultaram em trabalhos que me agradassem bastaram para que eu desistisse do assunto.

O tempo passou, eu cresci, a vida mudou, eu me casei e engravidei! Junto com a gravidez, veio um desejo irresistível de… costurar! Hehehehe é isso mesmo, meu único desejo de grávida foi uma máquina de costura. Fui prontamente atendida pelo maridão e desde então me dedico a brincar de boneca, ops, digo, fazer roupinhas para minha pequena Julia.

Mas voltando ao assunto, quando minha máquina chegou, a cabeça estava fervilhando de idéias! Adoro ler os blogs de costura, tenho uma lista interminável de blogs gringos que acompanho e, naquele momento, eu até sonhava com as roupinhas!!! Mas começar é sempre difícil, pelo menos para mim. Comecei me arriscando a fazer sapatinhos, e fiquei doida por eles!!!!

Só que fazia a mão… as curvas simplesmente não saíam na máquina.

E quanta caca, quanta coisa que deu errado… fiquei frustrada, achei que ia desistir… nada! A vontade era muito, muito, maior!!!
Então, assim como a Julia que treinava suas primeiras palavras e passos, lá fui eu em busca de um curso de corte e costura que realizasse o milagre de me fazer costurar (sim, naquele momento parecia algo completamente impossível!). Estava bastante desanimada em pensar sobre o assunto pois as minhas gurus deste assunto (mãe e madrinha) haviam sofrido bastante em cursos clássicos, demorados e pouco práticos e eu estava interessada em algo novo, alguma proposta moderna que viesse ao encontro de meus anseios e não em aprender a fazer bolsos em uma calça masculina… zzzzz!

Fuçando na internet descobri o ateliê onde a Patricia Cardoso dava aulas, liguei para ela e záz! Iniciei minhas aventuras costurísticas começando do zero. Aprendi sobre o funcionamento da máquina, e todo beabá da costura. No começo fazia aulas sozinha, mas depois a Pat me perguntou se eu topava fazer aula com mais uma pessoa e foi então que conheci a minha querida colega, amiga, companheira, sócia, a autora desse blog tão lindo!

Desde o começo nos entrosamos super bem, afinal temos muito em comum e falamos pelos cotovelos, o que poderia dar errado? Nossa amizade foi crescendo e se desenvolvendo, assim como nossos dotes costurísticos, sempre contando uma com a outra. Parceria linda, linda!!!
Há poucos dias atrás ela me convidou para escrever nesse espaço de vez em quando sobre nosso assunto predileto, impossível recusar, né? Impossível também não se orgulhar com tamanha honra!

Então daqui em diante, apareço por aqui vez ou outra para dividir coisinhas interessantes sobre esse universo costurístico que tanto amamos!
Espero que vocês se divirtam tanto quanto eu, uma beijoca e até mais!

Aventuras em crochê: fazendo o xale vírus!
Vestido Infantil Florence
Hoje é dia de festa!

Sim, este modesto blog completa um ano de vida hoje!

Eu comecei a fazê-lo no começo do ano passado meio despretensiosamente, mais para ser um diário de bordo das minhas costuras. Acabou se tornando algo maior para mim, pois costuro mais, leio mais e pesquiso mais para ter sempre o que colocar por aqui.

Adoro quando encontro alguém que lê o blog e reconhece a roupa que estou vestindo porque apareceu em algum post de “Costuras da Semana”, por exemplo. Porque quando começamos algo assim a impressão é de estarmos falando sozinhos. E hoje eu sei que não estou. Cada dia tem sido muito gratificante e eu só posso agradecer você que está lendo este texto e provavelmente leu outros por aqui.

Para este segundo ano eu estou programando novidades para que o blog continue bem movimentado. À medida que as novidades forem surgindo, eu vou contando! Quer dizer, a primeira eu já posso contar!

O blog agora vai ser escrito a quatro mãos, oba!

A Ana, minha amiga tão querida, minha sócia nas costuras e meu “Google costurístico” vai passar a colaborar com seus posts aqui no blog! Amanhã você já vai começar a ver a Ana por aqui!

Por isso, vou fazer uma apresentação da nossa nova companheira de costuras:

Conheci a Ana quando fazíamos aulas de costura, bem no comecinho. Já começamos a conversar logo no primeiro dia e eu realmente fiquei muito feliz por tê-la conhecido. Isso foi em outubro de 2011 (uau!). As aulas acabaram mas a amizade não, graças a Deus! De lá pra cá a identificação com ela só aumenta, assim como a admiração.

Ana é super mega doutora em Biologia (sim, eu tenho uma amiga Doutora!), mãe de uma filhota incrível, de um cachorro fofo e esposa de músico. E costura muito! Quer combinação mais legal?

Como eu conto vez ou outra, a costura só trouxe coisas boas para a minha vida. Acredito que por isso a minha vontade de compartilhar tudo isso é cada vez maior. Conheci um bocado de pessoas incríveis nestes quase três anos costurando. A Ana certamente foi a melhor surpresa!

Amiga querida, obrigada por aceitar meu convite e (juro) estou ansiosa por seus posts!

E assim, apagamos a primeira velinha do blog, junto com o layout novo!

Gostou?

Beijos, felicidades para nós todos neste novo ano de vida do blog e boas costuras!

Look do Dia: Um vestido de paetês para saudar 2020 e brilhar na quarentena
Dark, a compreensão da passagem do tempo e um gorro de tricô
Katia Linden
Sou de São Paulo, publicitária de formação e várias outras coisas por admiração e escolha própria: feminista, mãe de cachorros, tatuada, amante de música, viciada em Grey's Anatomy, costureira, modelista, consultora de estilo e (também, ufa) autora deste blog.
Sobre o Blog ⟩
Newsletter

Assine a minha newsletter e receba novidades exclusivas por e-mail!

Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Email inválido.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres. (Obrigatório!)
keyboard_arrow_right
close
Vencendo a minha maior resistência: vender!
Sobre Florescer em Pleno Inverno