Costuras da Semana!

Olá!

Eu sabia que se eu começasse um projeto empolgante de crochê eu não conseguiria parar, rs! A minha flor de crochê está em crescimento, ficando bem cheia e linda. Até ontem ela estava sendo feita só com a linha amarela, aquela que me deixou tão nostálgica, chegou aos 19cm de diâmetro e… a linha acabou.

Sim, eu sabia que estava correndo este risco. Podia comprar outra linha na mesma cor, mas a discreta diferença de cor que normalmente acontece em linhas de lotes diferentes me incomoda um pouco… Então resolvi mudar descaradamente, rs!

Passei a fazer com uma linha com degradê em amarelo e branco. Por enquanto eu gostei de como ficou. Acho até que no final vou mudar para o branco ou amarelo bem clarinho, mas vou resolver quando chegar aos 30cm.

Linha nova para a almofada.

Hoje a bonitinha está com 20cm de diâmetro, espero terminar logo!

20cm de diâmetro, cheguei à metade do caminho.

Por conta do crochê viciante, a colcha de hexágonos permanece “em férias”. Mas não tem um dia que eu não me lembre dela! Saldo de rosetas estampadas até o momento: 55 (de 146).

Na aula de costura, muitos detalhes para finalizar o vestido para o casamento dos meus amigos.

Cintura acertada, cavas lindamente terminadas com viés todo para dentro (nunca tinha feito uma cava tão bem acabada, saí da aula praticamente pulando de alegria). Outros detalhes ficaram de lição de casa, como os laços que serão colocados nos ombros, que espero poder conseguir fazer tudo até a aula de amanhã. Falta tão pouco!

Quando eu provei o vestido para marcar a barra, nossa! Fiquei tão feliz, está ficando tão lindo quanto eu imaginava! Vou ver se provo amanhã de novo para poder tirar uma foto e postar por aqui.

Na 5a feira, participei de mais uma Ciranda Criativa do Coletivo Cirandeiras. O projeto da vez foi um Divino feito com um coração fofinho e asas estruturadas.

Recebemos as asas já feitas, mas cada uma decorou à sua maneira. O meu coração foi revestido de um tecido amarelo florido e cianinha grande verde-água. Na pontinha de baixo do coração, fitas coloridas deixaram a peça ainda mais fofa!

Decorando as asas.

Fechando o coração à máquina.

Pronto!

Meu coração Divino ainda não está colocado no seu lugar definitivo, então deixo aqui um close do projeto, muito amado desde já!

Divino colorido para a minha casa.

Como adorei fazer este Divino e planejo presentear no final do ano com alguns, no sábado fui à Suely Madeiras, em Santo Amaro, onde comprei mais pássaros de resina. Gostei muito da loja, pois não precisei ir até o centro comprar este material e tem uma variedade grande de itens à venda, sendo que a parte de itens de madeira (MDF) para decoração com pintura, decoupage e etc é enorme! Lá também tem tecidos à venda, bom saber!

Na aula de Patchwork, os barrados de seminole foram terminados e a frente do avental de cozinha já está montada. Na próxima aula faremos as faixas para prender e o forro. Está ficando lindo também!

Detalhe do barrado feito de seminole já aplicado ao corpo do avental.

Foi uma semana de coisas lindas e bem coloridas, do jeito que eu gosto!

Beijos e boas costuras!

Look do Dia: Um vestido de paetês para saudar 2020 e brilhar na quarentena
Costuras na Quarentena, Máscaras de Tecido e Recomeço do Ateliê
Nostalgias

Olá!

Vou dizer para vocês que meus pensamentos têm sido muito nostálgicos ultimamente. Eu confesso que cheguei naquela fase da vida em que passamos a ter a mania vista antes em nossos pais e avós, a mania de achar que “na nossa época” as coisas eram melhores ou mais legais.

Sim, eu fui adolescente nos anos 90 e era incrível ter música boa tocando o dia todo no rádio. Não tinha celular, então eu e minhas amigas trocávamos cartas, bilhetes e muitos telefonemas o tempo todo. A MTV formava muito bem o nosso gosto musical. Estes são só alguns exemplos, nem vou me estender mais, rs!

Vivo em uma família que tem um tanto de habilidades manuais. Meu pai é marceneiro desde sempre, minha mãe, além de ajudá-lo na marcenaria, costura, sabe fazer crochê. Faz pães, bolos, geléias, biscoitos como poucos.

Fui criada sem hamburguer industrializado, sem móveis que quebram em pouco tempo. Aprendi com eles o valor do feito por nós mesmos, um a um. Felizmente isso tudo ainda está presente na minha vida, minha casa tem praticamente todos os móveis feitos pelos meus pais, do jeitinho que eu sempre imaginei que seria. Minha mãe manda geléia de morango sempre que faz e, se eu acabar aparecendo na hora do almoço, o hamburguer feito por ela estará me esperando.

Minha tia Maria fez bonecas de tecido por muitos anos. Elas ainda povoam meus pensamentos nitidamente. Eu achava tão legal chegar na casa dela e ver Olívias Palito, Popeyes, Chapéuzinhos Vermelhos saindo da máquina de costura… Pena que ela não faz mais… Minha tia Frederica pinta quadros lindamente (aliás, a tela com tulipas cor-de-rosa que ela pintou para mim está logo acima da minha cabeça agora mesmo) e também faz crochê. Todas as peças de crochê que moram aqui em casa foram feitas por ela.

Sim, viver com um pouco de nostalgia é bom, pois ela ajuda a trazer a tona as coisas boas da nossa vida. Mas também é saudade de um tempo que não volta. Tenho saudade da minha avó Julieta, que deixou para nós alguns dos crochês mais lindos da vida.

A flor que comecei na semana passada fez com que eu lembrasse da colcha amarela que minha mãe tem em casa, feita pela minha avó com o mesmo fio fininho, da mesma cor da gema de ovo. Fez também que eu lembrasse das flores de crochê “saltadas” em quadrados alternados da colcha toda branca.

Vó Julieta, vivemos juntas por tão pouco tempo (4 anos só) mas espero que sua neta aqui esteja te deixando orgulhosa de ter mais gente na família que faz o que você sempre fez lindamente.

E a vida continua, sempre recheada de novas surpresas, antigas saudades e mudanças que vão acontecendo. Seu Paulo, meu vizinho por quase 7 anos, faleceu no último domingo e ainda está sendo difícil enxergar minha rua e o portão logo ao lado sem a presença sorridente, prestativa e disponível dele. Saudades de um tempo que não volta mais, de novo.

Nessas horas que eu vejo que o velho ditado “não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje” é muito verdadeiro. A flor amarela de crochê está crescendo um pouco por dia, me rendi totalmente ao projeto de retomar o crochê depois dessa nostalgia toda, para ser a continuidade de algo muito bom quando estiver terminada.

Vó Julieta, dedico desde já esta flor amarela para você

Porque é assim que a vida continua. O que trazemos de bom do passado e das pessoas que amamos vai aparecendo assim, em pequenas e gostosas coisas da vida, junto com as boas novidades e surpresas.

Beijos!

Look do Dia: Um vestido de paetês para saudar 2020 e brilhar na quarentena
Dark, a compreensão da passagem do tempo e um gorro de tricô
Costuras da Semana!

Olá!

Semana devagar esta última. Já estou avisando logo no começo do post, rs!

Acho que todo mundo deve passar por algum tipo de “apagão” de vez em quando, né?!

Enquanto as mãos estavam preguiçosas, aproveitei para colocar algumas leituras em dia, inclusive do Pinterest, onde a gente tanto busca inspiração nos dias de hoje.

Rolou uma mistura de desânimo e preguiça, que terminou quando fui para aula de Patchwork na 6a feira. Lá, continuei o projeto de avental de cozinha com barrado feito em seminole. Gente, essa técnica é uma delícia de ser executada. Até já me deu ideia de uma costura vapt-vupt aqui para a minha casa!

Aqui está a combinação de tecidos e cores do projeto. As tiras escolhidas estão unidas, o próximo passo será “fatiar” e reorganizar tudo para formar quadrados.

Seminole em progresso.

Aí, voltando para casa com pique total de costurar (ufa!) eu fiz algumas costuras à mão no meu vestido para o casamento (faltam 2 meses pro casamento, que ansiedade!), que tinham ficado de lição de casa.
Feito isso, retomei o conserto do sofá, dando continuidade ao sucesso de ter consertado a poltrona da sala com uma roseta de hexágonos. Diferente da poltrona, em que apliquei a roseta toda numa base de termocolante, no sofá eu costurei um forro de tecido (no mesmo processo que um dia eu usarei para finalizar minha colcha, #oremos), pespontei à mão para dar uma graça a mais e apliquei no lugar do antigo rasgo com termocolante apenas nas pontinhas e o resto foi costurado no móvel (deu uma dor nas costas e nos dedos!). Resolvi fazer assim para não ficar duro e acabar ficando esquisito ao movimentar a espuma quando sentar e levantar.

Este foi o hexágono para conserto da vez antes do pesponto e da aplicação no sofá.

Cantinho consertado e enfeitado

Eu gostei muito do resultado, que ficou até discreto, mais uma vez!

Com o hexágono para consertar o sofá em andamento, não mexi na colcha esta semana. Agora posso voltar para ela, hehehe! Saldo de rosetas estampadas até o momento: 55 (de 146).
No sábado eu acabei me rendendo à tentação de começar um projeto novo em crochê. Sim, crochê! Faz tempo que queria voltar a fazer crochê, mas ainda não tinha pensado num projeto que enchesse meus olhos. Estou fazendo uma capa de almofada em forma de flor, em linha amarela “gema de ovo” que estava guardada faz tempo em casa. Como a linha escolhida é fina, vai demorar um tiquinho a mais para ficar pronta, mas eu estou amando como ela está ficando!
Aqui eu deixo um “petisco” do trabalho iniciado (quero deixar com pelo menos 30cm de diâmetro):

Flor que “brotou” no sábado e já está com 10,5cm de diâmetro.

Eu digo que me rendi à tentação de começar este projeto porque fazer crochê para mim é super viciante. Se bobear, não faço mais nada na vida, hahahaha!

Então, determinei que vou fazer isso só durante os finais de semana, assim as costuras não ficarão de lado.
Inicio esta semana com as energias renovadas para costurar (e crochetar) mais e mais, que bom!

Beijos e boas costuras!

Como foi o Me Made May 2020 (#mmmay20)
Uma almofada de crochê com restinhos de fios de outros projetos
Katia Linden
Sou de São Paulo, publicitária de formação e várias outras coisas por admiração e escolha própria: feminista, mãe de cachorros, tatuada, amante de música, viciada em Grey's Anatomy, costureira, modelista, consultora de estilo e (também, ufa) autora deste blog.
Sobre o Blog ⟩
Newsletter

Assine a minha newsletter e receba novidades exclusivas por e-mail!

Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Email inválido.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres. (Obrigatório!)
keyboard_arrow_right
close
Vencendo a minha maior resistência: vender!
Sobre Florescer em Pleno Inverno