Viagem com Costura: Boas (e poucas) compras na Califórnia!

Olá!

Finalmente vou encerrar meus posts de férias! Tem bastante coisa acontecendo aqui ao mesmo tempo, mas estou fazendo o possível para contar o quanto antes aqui no blog. Já fiz alguns posts sobre as minhas férias, com a estreia de duas peças (aqui e aqui), com looks velhos conhecidos do blog e também fora dele (aqui) e, por fim, venho mostrar o que comprei na viagem. Comprei pouco e comprei bem!

Revistas

Eu tinha a curiosidade de ver as revistas americanas sobre costura. Comprei duas numa banca do bairro onde eu estava hospedada em San Francisco, elas são bem diferentes do que estamos acostumados a ver em nossas bancas:

Vogue Patterns e Threads.

Na Vogue Patterns, o conteúdo é sobre os moldes oferecidos pela empresa de moldes McCall, mas não há nenhum modelo encartado na revista. Algumas matérias interessantes complementam o tema de costura de roupas.

Tutorial detalhado para fazer um modelo de trench coat.

Matéria especial sobre mangas, como alterar a modelagem conforme a necessidade. Achei interessante, pois serve para qualquer molde de mangas/cavas.

Um dos editoriais, com peças feitas com moldes da publicação, voltado para a primavera.

No final da revista, um guia para encontrar os moldes relacionados na edição, com informações de preços (cada “pacote” vendido por pelo menos 30 dólares).

A revista Threads possui diversas matérias relacionadas ao universo da costura de roupas, também não possui nenhum molde encartado.

Na revista Threads, uma matéria sobre tecidos que produzem bons efeitos quando desfiados, como o tweed.

Uma seção interessante, de moldes de empresas diversas que foram testados e avaliados pela publicação.

Matéria muito interessante sobre ferramentas para passar, abrir costuras e afins, do básico “tem que ter” até opções bem específicas!

Eu adorei conhecer estas publicações e os temas são muito pertinentes para quem quer costurar roupas!

Tecidos

Fiz uma visita relâmpago (realmente com o tempo contado) à Britex Fabrics, em San Francisco, com o propósito de encontrar algo que preenchesse algum item da lista de projetos que estivesse sem tecido para fazê-lo. Encontrei a malha para o vestido Wren (sim, aquele molde que me fez refletir sobre o melhor uso do meu dindin, contei neste post) e mais uma outra que pretendo usar num vestido envelope bem clássico, como os Wrap Dresses da Diane Von Furstemberg.

Britex Fabrics, um sonho de loja!

Jersey de Raion marinho com estampa delicadinha de quadrados/retângulos, já virou um Wren dress!

Jersey de viscose, de origem italiana, que um dia vai virar um vestido envelope!

Dedais

Em nossa viagem de carro de San Francisco até Los Angeles, comprei um dedal com o mapa da California na cidade de Monterrey e um outro de Hollywood lá em LA.

Ah, preciso fazer uma menção honrosa ao dedal de Lisboa que meu irmão trouxe para mim quando ele esteve lá recentemente! Não é um amor?!

Boas compras

Diferente de outros tempos em que eu ficava enlouquecida com compras em lojas de tecido em lugares novos, desta vez eu só visitei uma loja, já conhecida, com foco em comprar algo que quero usar logo. Assim o investimento é certeiro! Estou feliz com as compras feitas!

Beijos!

A volta às costuras depois de um ano
Voltei a dar aulas! Primeira parada: Sesc Ipiranga
Compras costurísticas de viagem (antes tarde do que nunca, rs)

Olá!
Este post é um dos que ficaram pra trás com a correria de fim de ano, estava esperando no rascunho desde novembro, rs!

Nessa época, eu contei que tinha passado uns dias fora, aproveitando que o marido participaria de um congresso. Uma das coisas que mais gosto de fazer nos dias que eu fico sozinha enquanto ele participa do evento é bater perna com ponto de partida, mas seguir depois meio sem roteiro. Também aproveito para comprar tecidos (assim poupo a paciência do marido e aproveitamos para fazer outras coisas nas horas que estivermos juntos).

Como o estoque de tecidos aqui em casa nunca baixa o suficiente, rs, e comprar em Euros fica bem pesado na conta, comprei apenas duas malhas para fazer mais pantalonas, já que estou amando usar a pantalona azul que eu fiz na aula de costura.

Mais pantalonas em 2014, por favor!

As compras fofas ficaram por conta de rendinhas delicadas de algodão e viés com ponto ajour (que eu amo e praticamente faço estoque), rs!

Na parte de acessórios costurísticos comprei um dedal transparente, não sei se é de plástico, silicone ou algo parecido. Comprei por caber direitinho no meu dedo e também por não escorregar… Já testei nas últimas costuras à mão e gostei! Trouxe também “molas” de plástico da Prym, como as de metal que conhecemos por aqui. A vantagem é ficar invisível e não correr o risco de enferrujar. Usei uma no fechamento do meu macacão e aprovei.

O dedal e a “mola” de plástico eu já usei.

E, ainda falta testar mas parece promissor, um conjunto de peças para colocar zíper invisível. No pacote indica ser adequado para várias máquinas de costura. Eu já tenho uma sapatilha plástica para este fim, mas resolvi testar esta peça pois os últimos trabalhos que coloquei esse tipo de zíper não ficaram realmente “invisíveis”. Isso aconteceu na máquina aqui de casa (Novinha – Singer) e também na aula de costura (Janome), o que me leva a crer que a culpa é da sapatilha que vai na máquina ou é da qualidade do próprio zíper.

O “tira-teima” meio que já foi feito com o vestido branco que fiz para usar no Ano Novo, pois usei nele um zíper invisível francês aplicado com a sapatilha plástica daqui do Brasil. Como o zíper desta vez ficou invisível, tudo indica que os nossos zíperes é que vão de mal a pior. #protesto #desabafo

Ainda assim, vou fazer o teste inverso, de colocar um zíper nacional usando esta peça, para ver se pelo menos minimiza o problema. Vamos ver no que vai dar, né?! Se eu achar que vale a pena, vou procurar se tem algo equivalente por aqui para indicar!

Ah, e por último, uma encomenda que viajou de Londres para Paris junto com a minha querida amiga Ane: mais dois tecidos Liberty e o novo livro de costura deles!

Imagine a minha cara de feliz na hora de receber a encomenda pelas mãos da amiga?

O tecido de pêras eu já usei uma parte para fazer a saia godê do meu aniversário, usando a rendinha mais escura de uma das fotos acima para dar uma graça mais na barra da peça.

O tecido azul claro tem cara de vestido (para variar, rs), mas ainda não defini um modelo. Estou pensando em fazer um longo, com cara de verão. Aguarde e confie!

O livro é lindo, mais uma vez, fiquei com vontade de fazer muitos projetos! Em breve ele deve dar as caras aqui no blog!

E, também na parte de leituras, uma Marie Claire Idées, que eu nunca tinha comprado, pois aqui no Brasil é tããão cara! Achei o conteúdo lindo e muito bom!

Para terminar, comprei lavanda e fiz um bocado de sachês, ainda tem mais para fazer já que só usei um dos quatro saquinhos!

Por enquanto é isso!

Já pode sonhar com as próximas férias ou mini-férias?

Enquanto este momento não chega, deixo a dica de conferir meu post sobre Montmartre (em especial sobre a Amelie Poulain) no blog da Lascivité!

Espero que goste!

Beijos!

A volta às costuras depois de um ano
Voltei a dar aulas! Primeira parada: Sesc Ipiranga
Katia Linden
Sou de São Paulo, publicitária de formação e várias outras coisas por admiração e escolha própria: tatuada, amante de música, viciada em Grey's Anatomy e Game of Thrones, esposa, dona de casa, costureira, modelista, consultora de estilo e (também, ufa) autora deste blog.
Sobre o Blog ⟩
Newsletter

Assine a minha newsletter e receba novidades exclusivas por e-mail!

Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Email inválido.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres. (Obrigatório!)
keyboard_arrow_right
close
Vencendo a minha maior resistência: vender!
Sobre Florescer em Pleno Inverno