Look do Dia: Redescobrindo as blusas – parte 1

Olá!

Quem acompanha o blog deve ter notado que eu não tenho mais produzido uma peça de roupa em seguida da outra. Basicamente existem alguns motivos para isso:

1. Meu armário está prestes a explodir (rs);

2. Roupas que não me serviam voltaram a vestir super bem!
Preciso confessar que, quando fiz a última limpa no meu armário, não tive coragem de dar nenhuma peça que eu tenha feito, mesmo que estivesse parada. Esta revisão do armário foi em fevereiro do ano passado (fiz este post na época, inclusive) e um monte de peças que eu já tinha costurado ficaram “esperando” por mim.

Ainda estou longe do meu objetivo final de peso, mas estou em uma fase em que várias roupas feitas no passado voltaram a servir. É ótimo por serem peças que eu gosto muito e porque não preciso me preocupar em comprar ou fazer roupas novas por um tempo, apesar da tentação ser grande.

Depois daquela blusa novinha que me despertou a vontade de voltar a usar calça jeans (post aqui), várias outras voltaram a ser usadas junto com a tal calça.

Esta blusa é muito especial para mim. Escrevi sobre ela pela primeira vez logo no comecinho do blog. Nasceu de dois presentes que a Ana me deu em 2013, que usei de uma vez só: um livro super legal e este tecido lindo de algodão com flores e pássaros. Resolvi colocar um barrado de outro tecido para deixá-la mais comprida e tudo casou bem com as rendas de algodão verde e branca:

Como na época eu só tinha a Velhinha, a blusa foi feita com costura francesa, aquela que deixa tudo embutido. Um capricho que dá gosto de ver até hoje:

E aí saí feliz da vida com a blusa, para participar de uma oficina de pratos rápidos e saudáveis lá no saudoso Otto Bistrô:

E, finalmente, um clique usando a alpargata listrada que eu já fiz há um tempo!

Blusa: Tecido de algodão que ganhei de presente, barrado em popeline da Liberty (Londres), rendas de algodão compradas no Bazar Mimura (Santo Amaro). Molde do livro “Um Pedaço de Tecido”
Calça jeans: Levi’s
Alpargatas: Tecido Cath Kidston (Londres), sola Prym (Berlin)

Voltar a usar esta blusa me fez lembrar de quanto eu queria que ela ficasse bem feita, mesmo que eu só tivesse uma máquina reta para usar. Ter apenas a Velhinha não limitava as minhas costuras (como eu achava na época) e fazia com que eu usasse da melhor forma possível o recurso que eu tinha. Costuras francesas e barras lenço eram muito usadas por aqui naquele início nas costuras. Por isso tudo, a blusa ficará no armário por muito tempo!

Gostou?

Me aguarde que eu tenho mais histórias como esta para mostrar!
Beijos!

Look do Dia: Um vestido de paetês para saudar 2020 e brilhar na quarentena
Costuras na Quarentena, Máscaras de Tecido e Recomeço do Ateliê
Costuras da Semana!

Olá!

Nessa semana que passou, eu consegui costurar bem mais que nas anteriores (oba!), até por isso não consegui postar tudo o que eu tinha em mente para a semana passada.

Sabe quando a gente pega o embalo em um projeto e não larga até acabar? Então, foi assim por aqui, adoro quando isso acontece!

Na aula de Patchwork eu terminei a primeira peça do organizador de bolsa com necessaire, a parte externa. Ficou linda, eu adorei!

Dois bolsinhos abertos em cima, o velcro para “grudar” a necessaire que vai ser feita no meio e um bolsinho de plástico, com zíper, embaixo!

A parte externa terminada!

Primeira parte pronta!

Agora vamos fazer a necessaire destacável que vai dentro.

Em casa, terminei a blusa com corte princesa e manguinhas que param nos ombros, a tempo de estrear no fim de semana (aguarde o look do dia com ela!). Ficou fofa e não tenho nada do tipo no armário, amei o resultado!

E agora que eu tenho minha manequim-assistente carinhosamente chamada de Gisele para mostrar as roupas?

Meu detalhe favorito!

Depois, retomei a calça estilo pijama que estava parada. Resolvi que não vou usar como pijama e sim como uma calça fresquinha para ficar em casa. Ela usada com uma regatinha ou camiseta branca vai ficar fofo!

Fitinha pra amarrar do mesmo tecido, casas de botão para fazer o passamento da fita.O tecido é tão fofo!

Espero que nesta semana eu consiga manter este ritmo, já estou planejando o que mais vai sair da fila!

Por enquanto é isso! Adoro quando o post de costuras da semana tem projetos prontos pra mostrar!

Beijos e boas costuras!

Costuras na Quarentena, Máscaras de Tecido e Recomeço do Ateliê
Como foi o Me Made May 2020 (#mmmay20)
Mangas longas!

Olá, pessoal!

Eu sou daquelas mães que se recusam a deixar de vestir minha menina com modelos femininos, só porque está frio e ela precisa estar quentinha e confortável. A meu favor tenho o meu país, que mesmo nas épocas mais frias não faz um frio tããão rigoroso assim.
Então, nessa época fuço todas as minhas fontes de moldes e revisito aqueles antiguinhos que deram certo e que a Juju usou em outros invernos.

O primeiro deles é o Ella Dress (do Sew Sweet, loja de moldes incríveis que eu falo aqui).
Fiz esse vestido quando ainda aprendia costura com a querida mestra Pat do Rainhas da Costura e desde o começo ele foi o maior sucesso.

Na época a Julia era pequena e eu pensei em usar o tamanho de 18 meses para que ele durasse um pouquinho mais… coisas que só as mães (e principalmente as costureiras, apaixonadas por seus preciosos tecidos) entendem.

Pois bem, cortei e montei o lindo vestido sem problema algum; os moldes e as explicações são excelentes e você facilmente alcança um resultado lindo e satisfatório. Reparem bem, eu ainda estava aprendendo a costurar e consegui finalizar facilmente esse projeto, alcançando inclusive um resultado que, chata como sou, julgo muito, muito bom… ou seja, perfeito!

As mangas e a saia já estão curtas, mas Julia está agora com 4 anos e o vestido segue impecável, é muito amor!

Semana passada, lá foi ela com esse mesmo vestido, meia grossa preta e bota para a festa do primo e novamente arrasou!

Quando vi o sucesso que ela fez que me caiu a ficha: que molde incrível, preciso fazer outro! Me aguardem!

Outro molde que já mostrei aqui é um jumper simples, aqueles vestidinhos à moda antiga que você pode usar com camiseta e meia por baixo que fica lindo, mais uma ótima pedida para um dia frio!

Fala se não fica uma riqueza? Super feminina, de golinha alta ou ainda, camiseta, meia calça grossa preta e sobretudo azul marinho. Bem menininha, como a mãe gosta!

Outro modelo de mangas longas que fiz, pensando nas festinhas e eventos que ocorressem em temperaturas mais baixas, foi o Brooklin Dress (também do meu querido e amado Sew Sweet). Não sei porque, mas para mim esse modelo tem um quê de oriental, talvez por conta das mangas largas. Quanto ao modelo, os comentários são os mesmos que do Ella Dress. Excelente molde e tutorial, peça finalizada impecável e, no caso da minha pequena, com uma ótima duração quanto ao tamanho. Estou partindo para uma segunda versão, agora um número maior!

Maçãzinhas para o inverno: não é muita fofura?

E como sei que exagero no vício em vestido, vou falar também de um modelo de bata, de manga longa, ideal para meia estação e que ficou pra lá de feminino:

Minha gracinha fazendo pose com sua bata pra lá de feminina e charmosa.

Esse molde eu tirei do livro japonês chamado “Girls Style Book”, de que eu já fiz resenha aqui!

Qualquer que seja o clima, aproveito para caprichar nos modelitos da minha pequena e praticar um tantinho mais de costuroterapia, né?

Beijoca!
Ana

Look do Dia: Um vestido de paetês para saudar 2020 e brilhar na quarentena
Look do Dia: a estreia oficial de um vestido feito em 2015!
Katia Linden
Sou de São Paulo, publicitária de formação e várias outras coisas por admiração e escolha própria: feminista, mãe de cachorros, tatuada, amante de música, viciada em Grey's Anatomy, costureira, modelista, consultora de estilo e (também, ufa) autora deste blog.
Sobre o Blog ⟩
Newsletter

Assine a minha newsletter e receba novidades exclusivas por e-mail!

Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Email inválido.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres. (Obrigatório!)
keyboard_arrow_right
close
Vencendo a minha maior resistência: vender!
Sobre Florescer em Pleno Inverno