Formação em Consultoria de Estilo!

Depois destas pequenas férias, que aproveitei para descansar um pouquinho e para fazer algumas manutenções necessárias na plataforma do blog, estou de volta para contar uma novidade: acabei de fazer uma formação em consultoria de estilo!

Eu sempre “namorei” esta formação, mas eu não entendia como transformá-la num trabalho que estivesse conectado com este universo handmade que eu amo tanto!

Se fosse para aprender um método só para aplicar em mim mesma, seria mais efetivo eu contratar uma consultoria de estilo, certo? Mas a jornada toda de estudos deste ano me ajudou (e olha que ela ainda não acabou) a juntar as peças deste quebra-cabeça profissional, ufa!

Foi bem no intensivão de estudos do Decola Lab (preciso contar mais sobre ele também, né?!) que as queridas Fê, Cris e Kamimi da Oficina de Estilo abriram uma turma de formação em consultoria. Confesso que me joguei, mesmo que com medo, e agora estou super feliz com a decisão tomada!

Oficina de Estilo

Eu acompanho o trabalho da Oficina de Estilo há anos, já comentei sobre o livro delas que comprei e usei bem, em 2013 e como acredito na metodologia delas: focada nas pessoas (não em moda ou modismos), sem encaixar ninguém em “caixinhas” restritivas, levando em conta as prioridades de vida e de alma de cada uma (ai que demais!).

Então, se era para eu atuar nesta área, tinha que ser com este método. Tudo que aprendi ao longo dos anos com elas ajudaram tanto na minha jornada de auto-conhecimento, por que não aprofundar este estudo e direcioná-lo para atender outras pessoas, não é?

A formação

Foram 6 dias intensos de conteúdo e de vivências com as outras consultoras da turma. Conhecemos profissionais da área com experiências variadas e, na minha opinião, o maior aprendizado – junto com as técnicas – foi entender que não é sobre nós mesmas, e sim sobre a pessoa que estamos atendendo. Não importa mais o nosso gosto pessoal (que a gente costuma usar muito para dar palpites) e sim o que a cliente precisa para se vestir com autonomia, conforme a vida que leva e os desejos que tem em relação ao que quer comunicar para o mundo.

A vida da gente não deve girar em torno das roupas e sim viver uma vida em que as roupas ajudem a transmitir quem a gente é. Vestir-se e depois ir viver a vida sem pensar mais na roupa (já que ela veste a gente bem, deixando a gente linda, transmite o que a gente quer, está adequada à vida que a gente leva) é o resultado entregue no processo.

Eu sempre acreditei neste conjunto todo de valores e fiquei feliz demais por ter confirmado isso ao fazer esta formação! Aqui, alguns cliques da ODE durante a semana da formação!

Consultoria de estilo: é pra mim?

Sim! A consultoria de estilo é para todo mundo que quer facilitar o vestir e ficar preparado para escolher o que e como vestir com segurança sozinho depois! Não precisa ser celebridade ou executivo de multinacional nem precisa viver um processo traumático como o que a gente vê nos programas de TV em que a pessoa é denunciada por alguém e tem que jogar o guardarroupas todo fora.

A consultoria acontece de maneira conjunta com a cliente e com alguns encontros presenciais é possível identificar o que é importante para a cliente, aproveitar bem o que ela já tem no armário (tá vendo, nada de jogar o armário todo fora!), identificar as cores que mais combinam com ela, bem como compreender seu tipo físico e assim montar uma proposta de identidade visual que servirá como um guia para as etapas seguintes, que são bem mão na massa!

A etapa de revitalização do guardarroupas ajuda demais a entender o que fica, o que sai e o que precisa entrar (se for o caso) e a experiência em lojas ajuda a conhecer e entender modelagens, tecidos, caimentos e como as cores podem ser usadas. E tem que sair comprando tudo novo, loucamente? Não se a cliente não quiser/precisar!

No final, após uma etapa de montagem de looks, a cliente terá um armário mais conciso em que as peças combinam bem entre si e que combinam demais com ela mesma! Como este processo é feito em conjunto, a cliente aprende a exercitar estas escolhas e combinações para seguir adiante! Sucesso, né?!

E onde eu entro nisso tudo?

Com a formação em consultoria, mais os conhecimentos em costura, modelagem e afins, quero direcionar este trabalho para quem quer costurar a própria roupa mas não sabe por onde começar, para quem quer conhecer melhor os tecidos e projetos/moldes que combinem com o que já está no armário, com o tipo físico, com a vida que leva.

Eu fui muito bem auxiliada nesse sentido nos tempos em que fiz aulas de corte e costura com a Lurdes, mas mesmo assim já costurei peças lindas isoladamente, mas que não combinam com o que tenho no armário ou que não combinam comigo ou com a vida que eu levo. Aí que “caiu essa ficha”, sabe?

Então eu serei a consultora de estilo para quem também quer fazer as próprias roupas, para quem quer consumir uma moda mais autoral, para quem quer mostrar da melhor forma seu lado criativo e handmade!

Colocando em prática

Por mais que o aprendizado todo seja voltado para atender outras pessoas, não tem como não passar a olhar para as próprias roupas com um olhar diferente! Tenho me divertido muito ao combinar roupas lindas minhas que nunca tinham sido usadas juntas!

Depois que eu fiz uma análise de coloração pessoal (que é uma das etapas da consultoria) há um ano, muita coisa já mudou em relação ao que costurei/tricotei/crochetei… Imagina com uma consultoria completa? Isto também está nos meus planos e eu quero mostrar como é ser cliente da consultoria de estilo em um formato muito legal! Aguarde e confie!

E o blog? Como fica?

Então, esta minha casinha virtual continua do jeito que está! Aqui eu coloco de maneira muito pessoal as minhas costuras, manualidades, meu armário cada vez mais handmade, minhas vivências nas viagens, cursos e lojas.

Este novo trabalho, voltado para quem ama/quer colocar a mão na massa, está sendo estruturado e ganhará uma casa própria em breve. Eu vou contando as novidades por aqui, sem falta!

O interessante disso tudo é que agora eu entendo com mais clareza porque eu nunca quis produzir para vender, como é mais fácil costurar sabendo mais sobre tipo físico (tem depoimentos meus aqui e aqui) e por que ensinar sempre me pareceu uma boa opção!

Um dos resultados do trabalho na consultoria de estilo é que a cliente esteja treinada para que ela faça suas próprias escolhas, então sim, vou continuar nesta atividade que tanto gosto!

Vou preparar uma newsletter para enviar conteúdo exclusivo a respeito destas novidades todas por email também! Se você tiver interesse em receber, deixe seu email nos comentários deste post para eu já incluir na lista!

Eu estou tão feliz!

Espero que você continue a acompanhar e, quem sabe, não trabalharemos juntas em breve?

Livro do Mês – Vista Quem Você É
Consultoria de Estilo: (Re)encontrando as minhas cores com a Ana Soares!
Acessórios para o Inverno: Colar de Tricotin com Pingente!

Depois que comecei a fazer o tricotin (ou rabo de gato), eu vi na técnica uma oportunidade de aproveitar materiais que restaram de outros projetos para fazer o tubinho e então aproveitá-lo em uma nova peça.

Fiz as primeiras peças e formei balões e números (post aqui). Mas ainda não tinha me dado por satisfeita. Resolvi aproveitar o que restou da última meada da lã Rios que eu usei para a minha maxi blusa de tricô (aqui) e fiz um tricotin até usá-la por completo.

Meu primeiro colar em tricotin

Ao terminar a lã, enrolei em algumas voltas e vi que formaria um colar ou então uma gola fininha, ótima para usar no inverno ou em temperaturas amenas.

Queria dar um acabamento nas pontas e estreei meu fazedor de pingente, que comprei nas férias (tem imagem dele aqui). Usei duas meadas de fios diferentes de bordado, o mais próximos dos roxos da lã do colar.

Fechei então o colar e arrematei com o pingente. Confesso que queria mesmo era colocar contas grandes como as que dão acabamento ao meu lenço de veludo, mas não as encontrei nos lugares que costumo ir. Ou seja, a busca pelas contas e pelos materiais ideais para o pingente continua!

De qualquer forma, gostei do resultado!

Adorei a mistura dos materiais!

Look do dia

Levei o colar na minha mala para MG e usei no segundo dia de visita ao Inhotim neste ano. Não estava calor no dia, então passei o dia inteiro bem com a peça.

O restante do look é bem básico e neutro, planejado para bater perna mesmo, então o colar deu uma corzinha a mais, sabe?

Colar em tricotin: feito com lã Rios, na cor Purpuras. Pingente feito com linhas de bordado.
Blusa: Zara
Regata: C&A
Calça de veludo cotelê: Lascivité
Tênis: Adidas

Mala handmade

Aqui estão as peças que levei comigo para este fim de semana ótimo! Veja mais nos links sobre o colete de tricô, a maxi blusa em tricô e o gorro em tricô!

Mais um pouco do Inhotim

Como sempre, foi mais um dia de muita beleza. Neste dia foi que eu vi as obras de Caetano de Almeida, que estão neste post. Para variar, foi bem difícil selecionar algumas imagens para colocar aqui, mas clique em uma delas para ver em tela cheia!

Gostei muito da ideia de produzir acessórios com a técnica do tricotin, então em breve vai ter mais!

**Siga o blog com o Bloglovin **

Meu início no Tricotin (ou Rabo de Gato)
Formação em Consultoria de Estilo!
Look do Dia: Colete de Tricô!

Com um certo tempo de costura, eu fui acumulando muitos materiais e hoje em dia compro quase nada. Compro só se já for usar em seguida, como o tecido salmão para completar o saquinho de tecido do presente da Valentina.

Já quando comecei a tricotar, procurei desde o início não acumular lãs e linhas. É tentador olhar novos materiais para a nova técnica da vez, mas tenho conseguido manter um certo controle. Tudo o que tenho cabe em uma sacola grande, nada mais guardado em outro lugar do ateliê.

Quando viajei para Montevideo no ano passado, aproveitei para comprar algumas lãs e tenho dado prioridade em usá-las antes de sair comprando outras. As meadas de lã torcidinha e sem tingimento ficaram esperando a ideia de um bom projeto para ela. Até que a ideia veio e a mestra Solange me ajudou a colocar em prática.

Inspiração: O quimono de flanela

Levei para a aula o quimono de flanela que criei em 2015, com a parte superior da frente maior que a parte de baixo, o que dava uma forma diferente para o decote.

Queria fazer a mesma peça em lã e a professora Solange me ajudou bolando uma receita.

O quimono que virou colete

Durante a execução do projeto, vi que a lã não daria para tricotar um quimono, ainda mais com as mangas amplas que ele tem. Então, mudamos para o “plano B”, transformando a peça em um colete.

Achei bom, pois não tenho costume de usar coletes e esta pode ser uma ótima opção de terceira peça para dar uma cara diferente (e quentinha) às minhas produções!

Emoção até o final

No fim das contas, a lã deu certinho para tricotar as três partes do colete, mas faltou para fazer o acabamento da peça. Acabei comprando uma outra lã sem tingimento, na Novelaria, e a utilizei para dar um acabamento em crochê nas cavas e no decote. Ou seja, cheguei ao “plano C” para concluir este projeto, rs! O tanto que sobrou da lã linda já está virando uma outra peça, sem desperdício!

(Clique em uma das imagens para ver em tela cheia!)

Usei seis meadas da lã flamê retorcida (100% merino, cor natural) compradas na Balitex (em Montevideo) e agulhas 8mm para tricotar. O acabamento foi feito com lã fina de merino e agulha de crochê 4mm.

Estreando o colete

Aproveitei que iria novamente para o Inhotim, para concluir a visita que eu e o Ricardo iniciamos no ano passado (posts aqui e aqui) e levei o colete na mala. Os dias ensolarados em MG não estavam tão quentes, então passei o dia todo vestida com a novidade e fiquei bem confortável!

Como queria que o colete fosse o principal do look, combinei com calça e camisa jeans e tênis prateado. Adorei como ficou!

Colete: lã flamê retorcida de merino, cor natural, comprada na Balitex (Uruguai). Acabamento feito em crochê com lã fina de merino. Receita criada pela professora Solange.
Camisa Jeans: Levi’s
Calça Jeans: C&A
Tênis: All Star

Um pouquinho do Inhotim

Assim como no ano passado, este foi um dia de muita beleza num lugar inspirador para quem gosta de arte! Aproveitamos muito o passeio, mais uma vez!

Teve mais uma estreia no dia seguinte de passeio, aguarde mais um post!

**Siga o blog com o Bloglovin **

Formação em Consultoria de Estilo!
Acessórios para o Inverno: Colar de Tricotin com Pingente!
Katia Linden
Sou de São Paulo, publicitária de formação e várias outras coisas por admiração e escolha própria: tatuada, amante de música, viciada em Grey's Anatomy e Game of Thrones, esposa, dona de casa, ciclista, praticante de Pilates, costureira, modelista, consultora de estilo e (também, ufa) autora deste blog.
Sobre o Blog ⟩
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres. (Obrigatório!)
keyboard_arrow_right
close
Formação em Consultoria de Estilo!
Novidade: Livro “Costura Fácil” da Burda Style!