Costuras da Semana!

Olá!
Agora que estou de volta e devidamente instalada na minha rotina e no meu quartinho de costura, vamos ao resumo da semana!

Retomei o meu vestido Laurel que tinha deixado sem terminar antes das férias. Apesar de ter rolado um estranhamento entre a minha máquina e eu na hora de colocar o zíper invisível, deu tudo certo no final.

O meu segredo nessas situações é largar a costura um pouquinho, aproveitar para limpar e lubrificar a máquina, deixá-la quietinha por uns trinta minutos e na volta está tudo bem, rs!

O zíper não ficou perfeito pois tive que lutar com o pé calcador algumas vezes e, quando eu consegui colocar o zíper, achei melhor não tentar mais uma vez pois estava com receio de danificar o vestido de tanto costura-desmancha-costura. Paciência…

Aí faltava pouca coisa, marcar a barra, colocar o detalhe na frente, fazer o acabamento do decote e a barra com pontos invisíveis à mão (sou fã). Ontem só faltava colocar o ganchinho para fechar na parte de cima e… pronto!

Disfarça a cara de pastel, já tava meio tarde, rs
Ah, o Astor resolveu participar também

Disfarça também o treino para fazer um coque banana, hihihi

Eu amei tudo! Adoro combinar azul com verde e essa rendinha nos detalhes ficou delicada! Eu não estou acostumada a usar roupa mais larguinha, mas como é mais curto eu fico com a impressão que uma coisa compensa a outra. Espero usar bastante!

E o treinamento intensivo de pontos da máquina deixou o acabamento deste vestido ainda melhor. Está ficando mais parecido com o overloque.

E não é que, assistindo uma “maratona” de Mad Men, teve um episódio que a Joan (pra mim, a ruiva mais linda do mundo!) usava um vestido em tons de azul e verde, com as mangas com o detalhe parecido com este que eu fiz? Eu adorei encontrar esta referência no meio do processo todo. Pra quem adora a moda dos anos 60, têm dicas de produção de moda da série aqui.

Mad Men, temporada 6, episódio 4.

Mad Men, temporada 6, episódio 4.

Como eu contei aqui, eu comprei hexágonos novos na Liberty e comecei a costurá-los. Mas aproveitei que já tinha um bom tanto pronto para começar a combinar as estampas entre si e preparar a montagem de novas rosetas.
Já tenho mais de 20 rosetas novas me esperando para serem costuradas e eu fiquei pensando numa forma de organizar esses conjuntinhos. Peguei uma forma de assar cupcakes lá na cozinha e, em cada buraquinho, coloquei material para duas rosetas. Ficou bem arrumado e ainda serve de enfeite para o meu quartinho, rs!

Saldo de rosetas estampadas até o momento: 31 (de 146).

Fornada de rosetas em progresso

As aulas de costura retornaram esta semana e eu resolvi começar a fazer projetos que são realmente novos para mim, como roupas com gancho. Então, um tecido lindo que estava meio que sem projeto aqui em casa está se transformando em shorts. Tenho muita lição de casa para fazer (ajustes de todos os tipos) então nem dá pra mostrar ainda, rs!
O molde veio de uma revista Burda da minha professora, mas achei aqui uma foto e o molde online para mostrar o modelo:

Pleated Shorts – Burda

Ah, o blog completou 5 meses ontem, estou muito feliz!

Obrigada pela visita e pelo carinho!

E lá vou eu, pensando no que mais vou costurar, que delícia!

Beijos e boas costuras!

Um novo armário handmade para uma nova fase
Os tricôs de 2018
Costuras da Semana!

Olá!

Mais uma vez este post entra no ar na 3a feira, mas aviso logo que será ainda assim até semana que vem por um motivo especial: estou de férias! Não costurei nada nos últimos dias, meu quartinho de costura está bem longe de mim, só que a costura permanece vivinha na minha cabeça!

Primeiro, aviso que não consegui terminar o vestido que comentei no post da semana passada e que eu tinha planejado trazer na mala. Queria muito ter terminado, ter trazido comigo e até já ter usado… acontece, né?! Enfim, será o primeiro da fila na volta, rs!

Agora, o fim do suspense da semana passada a respeito das blusas. O modelo escolhido é a regata Sorbetto, da Colette Patterns. Gostei do modelo por ter uma construção simples e que acaba dando lugar para estampas bacanas aparecerem. A prega central dá um charme e ela toda tem uma carinha bem 60’s.

Esta é a minha peça, que eu fiz para ver se gostava do modelo. Usei um tecido japonês de algodão com toque acetinado que comprei na Mega Artesanal do ano passado. Aproveitei para testar os pontos de acabamento da minha máquina (olha a pesquisa super rendendo frutos) e também para fazer e aplicar viés feito do mesmo tecido, o que é novidade para mim em se tratando de roupas:

Detalhe da prega e do viés.

Estreei a regata ontem, com direito a tênis e minissaia. Foto da querida amiga Ane.

Esta é a regata da Ane, que ficou bem diferente da minha só pelo tecido diferente (mais fino e mais estampado) e pelo viés lindo (prontinho com ponto ajour) que contrasta com a blusa:

Detalhe da prega e do decote.

O viés ficou lindo, amei

Lá dentro, finalizei com ponto de acabamento duplo.

O ponto flexível de acabamento duplo acabou funcionando bem quando passei a não costurar em uma camada de tecido só (como eu fazia no ziguezague, por exemplo). Dobrei para dentro a parte que sobrou de tecido antes de passar a costura. Assim também não aparece nenhum fiapinho.

Olha a presenteada vestindo a regata

Fiquei muito feliz que ela tenha gostado e que tenha ficado do jeito que ela gosta!Ah, tenho que admitir que gostei infinitamente mais da regata da Ane do que da minha, rs! A sorte é que eu ainda tenho mais deste tecido, então posso fazer uma destas para mim depois e quem sabe um dia desfilarmos como um par de vasos, hihi!
Para terminar o post, alguns cliques das lindezas que tenho visto nos últimos dias:

Passeios em parques lindos.

Flores por todos os cantos.

Exposições incríveis, com música, moda e arte juntas.

História e moda.

Rainha Elizabeth II arrasando no corpão e nos vestidos.

Esta semana vai ter mais post, prometo não demorar para voltar!

Beijos e boas costuras!

Um novo armário handmade para uma nova fase
Os tricôs de 2018
Costuras da Semana!

Olá!

Como comentei ontem, os trabalhos do blog voltam a seguir hoje normalmente. Sem me estender muito, achei importante usar este espaço para demonstrar um tanto da minha indignação e sair de uma espécie de “bolha” a qual estamos acostumados a viver online.

Isto posto, bola pra frente que semana passada teve costura sim. Num ritmo mais lento pois amanhã terei as provas finais do nível de alemão que estou cursando e tenho estudado bastante.

Na aula de costura, a saia lápis progrediu um tanto. Já tenho um molde separado daquele que é a base do vestido, com os detalhes de ajuste para afunilar a saia e do transpasse nas costas e deixei as costuras e o forro adiantado. Na aula de hoje à tarde eu espero terminá-la, já que entraremos de férias por lá e só voltaremos em agosto.

Na 4a feira, dia dos namorados, estreei o meu vestido verde e aproveitei o clima da festividade para o marido tirar fotos melhores do que as que postei na semana passada:

Antes de virar um tanto de hexágonos, usei o tecido que era na verdade a barra do meu vestido Crepe para enfeitar o cachepô com a minha orquídea xodó e colocá-la na mesa do jantar. Eu achei que ficou muito bom!

Dia dos Namorados com jantar florido

Falando nos hexágonos, cortei muuuuuuitos hexágonos de tecido para a minha colcha. Ainda preciso fazer toda a costura com a base de papel e aí sim formar novas rosetas. Então, o saldo de rosetas estampadas permanece o mesmo: 14 (de 146).

No curso de Patchwork eu comecei o terceiro projeto proposto, de duas capas para almofada que utilizam mais uma técnica dos triângulos, agora em tamanhos diversos no mesmo bloco. Vou aproveitar este projeto para renovar algumas almofadas da sala de casa, que são as mesmas desde sempre… Por enquando, só tem tecido soltinho pra mostrar, rs!

Ah, sobre estrear roupas, aproveitei que a tarde de sábado não estava muito fria para usar a minha blusa Taffee (logo teremos post sobre o livro de onde ela saiu, aguarde) e mais uma vez o marido tirou fotos melhores para mim. Lá vão:

Eu adorei a blusa, achei que vestiu bem e as mangas são um charme. Só deixaria as faixinhas para amarrar nas costas um pouco mais pra cima, já que gosto de roupa mais acinturada. Mas nesta blusa eu resolvi não mexer, quando for a de chiffon eu faço essa mudança.

Na semana que vem estarei parcialmente de férias (pois o curso de Patchwork e de alemão ainda terão suas últimas aulas do semestre) mas começarei a minha lista de “Férias com Costura”, oba!

Beijos!

Um novo armário handmade para uma nova fase
Os tricôs de 2018
Katia Linden
Sou de São Paulo, publicitária de formação e várias outras coisas por admiração e escolha própria: tatuada, amante de música, viciada em Grey's Anatomy e Game of Thrones, esposa, dona de casa, costureira, modelista, consultora de estilo e (também, ufa) autora deste blog.
Sobre o Blog ⟩
Newsletter

Assine a minha newsletter e receba novidades exclusivas por e-mail!

Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Email inválido.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres. (Obrigatório!)
keyboard_arrow_right
close
Vencendo a minha maior resistência: vender!
Sobre Florescer em Pleno Inverno