Minha Máquina de Overloque – Singer Ultralock 14SH754 – Primeira vez na Assistência

Faz tempo que eu não faço um post sobre a minha overloque, né?! O último foi este aqui, quando completou 2 anos de uso. Aliás, neste post deixei dicas que deram certo para mim e respostas para algumas dúvidas frequentes, vale conferir!

De volta pro meu aconchego de costura.

Na verdade, não teve mais post sobre a máquina depois de 2016 porque tudo andava bem por aqui, sem nenhum problema ou novidade. A minha Encantada desde o começo tem costurando de tudo um pouco, normalmente! A minha Singer Ultralock está às vésperas de completar 4 anos aqui em casa e permaneço satisfeita!

Mas, dia desses, rolou um pequeno acidente durante o conserto de um vestido meu e eu resolvi fazer este post para contar.

Xi, desregulei a máquina!

Sim, estava refazendo a costura de um vestido (este aqui), da união da parte de cima com a saia do vestido. Como ele já tem acabamento feito, levantei a faquinha da overloque pois não precisava refilar os tecidos.

Nessa parte que eu estava refazendo a costura, tinha duas camadas da malha de rayon e um elástico aplicado com os “três pontinhos” da máquina doméstica.

Num dado ponto, um laçador (uma daquelas “agulhas” da parte de baixo da máquina) enroscou no elástico. Aí deu tudo errado: as duas agulhas de cima quebraram na hora e a máquina passou a fazer um barulho que não fazia antes, como se tivesse algo batendo.

Parei tudo, coloquei novas agulhas, limpei a máquina e passei todos os fios de novo. Ao costurar para formar aquela “correntinha”, vi que estava pulando ponto e o barulho continuava. Observando o funcionamento da máquina com a tampa aberta, o laçador mais à esquerda estava mesmo batendo num lugar que não deveria, tinha desregulado.

O que fazer?

Eu até encontrei o problema sozinha, mas não quis mexer na máquina eu mesma. Eu sei que é bem tentador, mas tenho receio de causar um estrago maior. Levei a uma assistência técnica da Singer, que confirmou que o laçador estava desregulado mesmo. Aproveitando, sugeriram afiar a faquinha, achei uma boa fazer isso depois de 4 anos de uso. Três dias depois eu estava com a minha máquina de volta.

Recebo muitos comentários, tanto sobre a overloque quanto sobre a máquina de costura relatando barulhos ou problemas diversos. É bem difícil dar um diagnóstico sem ser técnica no assunto e sem ver a máquina pessoalmente.

Quando alguma coisa dá errado na costura (mesmo com prática, de vez em quando acontece, como deu para notar), eu sempre repasso a linha toda, retiro a bobina e recoloco – no caso da máquina de costura ou repasso todos as linhas da overloque. Aproveito para limpar e lubrificar a máquina e conferir se todos os seletores estão nas posições corretas (ponto, largura e comprimento do ponto, tensão da linha). Troco a(s) agulha(s) por nova(s) se estiverem em uso há um tempo. No caso da overloque, testo também a tensão de cada um dos 4 fios. Tudo isso é simples mas pode interferir no bom funcionamento de uma máquina de costura ou de overloque. Ao final, testo a costura num retalho e, se ainda assim não der certo, pode ser um problema que a assistência técnica tenha que conferir.

Nos casos de barulhos incomuns, como o que aconteceu comigo, tem uma chance grande de ter algo desregulado ou quebrado na máquina. Eu, pessoalmente, prefiro não mexer e levar a um técnico para olhar e consertar para mim.

Ou seja, a minha primeira experiência com assistência técnica de verdade foi tranquila. Antes disso, só tinha levado a Velhinha para um bom trato e para instalar um motor elétrico nela quando a minha mãe me deu, em 2011, antes de eu sonhar em ter um blog. Ela também continua funcionando direitinho!

Portanto, se algo der errado na sua costura tente:

1. Repassar as linhas da máquina,

2. Limpar a máquina,

3. Lubrificar a máquina nos pontos recomendados pelo fabricante (uma gotinha de óleo específico para máquina em cada ponto recomendado é suficiente),

4. Trocar a(s) agulha(s) por nova(s),

5. Conferir a tensão da(s) linha(s),

6. Testar num retalho de tecido.

 

Aí, se nada der certo, aconselho procurar uma assistência técnica!

Cuidar bem das nossas companheiras de costuras faz com que a gente a tenha um bom uso por mais tempo, vale a pena!

Minha máquina de overloque – Singer Ultralock 14SH754 – 2 anos depois
Minha máquina de overloque – Singer Ultralock 14SH754 – 1 ano depois
Os Melhores Posts de 2017!

Além de abrir os trabalhos com este primeiro post de 2018, essa semana o blog completa um ano neste novo formato! Tem sido muito boa a resposta de todos que passam por aqui e eu amo demais ter este cantinho super com a minha cara!

Para rever e também para comemorar, eu selecionei os posts mais visitados e também os mais comentados em cada categoria aqui do blog! Nos dias de hoje, com tanta informação disponível, é realmente relevante receber comentários aqui no blog, por isso sempre respondo a todos com muito carinho e atenção!

Vamos ver os posts que foram destaque em 2017?

COSTURA

“Assine a minha newsletter!”

Eu lancei uma newsletter por e-mail recentemente e o convite para assiná-la fez muito sucesso! Aliás, se você ainda não se inscreveu, aproveite para ir lá no post e embarcar comigo nesse novo canal de comunicação!

“A Escolha da Máquina de Costura – Um Novo Post”

O tema máquina de costura sempre rende muitas visitas e muitos comentários por aqui. Pretendo voltar a falar sobre o tema logo menos (oba!). Em 2017 eu fiz uma versão atualizada de um dos primeiros posts do blog, sobre a escolha de uma máquina de costura e aí a conversa rolou legal por lá!

MANUALIDADES

“Cachepôs de Crochê”

O crochê com fio de malha bombou em 2017 e por aqui não foi diferente: o post sobre os cachepôs de crochê que eu fiz com fio de malha bombou também!

“Meus Apetrechos de Tricô e Crochê”

Mostrar quais são as nossas ferramentas queridas de trabalho sempre abrem caminho para uma boa conversa, né?! Então, no post onde mostro tudo o que uso para tricotar e crochetar foi assim!

Alfinetes e agulhas para costura, esmalte incolor (para dar acabamento), tesourinha, fita métrica e fazedores de pompom.

CURSOS E LOJAS

“Guia de Lojas – Santo Amaro e Interlagos (versão 2017)”

Um post que eu também refiz em 2017, para ajudar quem mora ou está sempre entre Interlagos e Santo Amaro, está mais completinho com as minhas lojas preferidas!

VIAGEM

Quem me conhece sabe que eu amo viajar e, sempre que posso, incluo um roteirinho craft-costurístico para fazer nos lugares que visito. Confesso que são dos posts mais trabalhosos, mas que me dão muita alegria ao dividir os achados com vocês!

“Viagem com Costura – Feira Craft em Paris (versão 2016)”

Um dos poucos posts com vídeo do ano passado, que ajudou a mostrar melhor como é visitar uma feira craft fora do Brasil, em Paris!

“Viagem com Costura – San Francisco”

San Francisco, uma cidade tão linda e a morada de pessoas amadas que amo visitar! Sempre é uma delícia voltar lá! E teve craft nas férias sim, sempre bem vindo!

“presunto” de alfaiate, alfinetes “cadeado” para tricô, duas réguas para marcar margens de costura/barras e o livro “No Patterns Needed”.

ARMÁRIO HANDMADE

“Acessórios para o Inverno: Gola em Lã Super Grossa!”

Apesar de agora estarmos curtindo os longos dias de verão, o post que mais fez sucesso nessa sessão do blog foi o que eu mostrei uma gola de tricô feita em lã bem grossa! Já estou com saudades de usá-la de novo (ou seja, saudades do frio, rs)!

De pertinho!

“O que eu deixei de costurar por causa do meu corpo””

E o post mais comentado foi onde abri meu coração sobre a relação que tenho com o meu corpo, minhas roupas e os meus desafios costurísticos pessoais. Percebi que tinha deixado de costurar algumas peças por conta do meu corpo e fiquei aliviada ao dividir por aqui!

Novos tempos para o blog

Em 2017 eu coloquei todo o conteúdo do blog nestas cinco categorias, deixando mais claro o que faço para quem visita. Fiquei satisfeita demais! Além de continuar a atualizar com regularidade, estou bolando algumas novidades para 2018 e, quando estiverem no ar, eu vou contando por aqui!

Agradeço demais as visitas, os comentários, as palavras de apoio, os elogios e tudo mais que eu recebo de quem prestigia o blog!

Feliz 2018, com muita costura, manualidades de todos os tipos, novos conhecimentos, looks feitos com as nossas próprias mãos e descobertas craft incríveis!

Top Posts de 2016!
Top Posts de 2015!
Novidades Singer Facilita Pró

Há alguns dias eu fiz um apanhado das avaliações anuais da minha querida máquina de costura, a Singer Facilita Pró 4423 (aqui). Como ela já saiu de linha ha algum tempo, consultei o fabricante para saber qual máquina à venda atualmente mais parecida com ela e a resposta foi a Facilita Pró 2918.

Comparando os modelos

Facilita Pró 4423 x Facilita Pró 2918

 

Visualmente as máquinas são um tanto diferentes, mas possuem algumas características bem parecidas:

  • Ambas possuem braço livre, que ajuda bastante na hora de fazer costuras tubulares como mangas e barras de calças.
  • As duas máquinas possuem a base revestida em aço inox, que facilita a passagem do tecido, além de ser bem durável (a minha está intacta até hoje).
  • 3 posições da agulha (central, à direita ou à esquerda) que são bem úteis!
  • A velocidade das duas máquinas é de 1.100 pontos por minuto, o que eu considero muito boa para uma máquina doméstica!

Diferenças

Enquanto a 4423 possui um mecanismo para rebaixar os dentes (abaixo do calcador) para fazer bordados livres ou pregar botões, a 2918 possui uma placa que você coloca sobre os dentes, isolando assim os dentes do trabalho. São mecanismos diferentes para cumprir a mesma função.

Ambas fazem casas de botão, sendo que a 4423 faz automaticamente em 1 passo e a 2918 em 4 passos a serem ajustados no seletor. Já fiz casas de botão dos dois jeitos e digo que não é difícil!

Os pontos que cada uma possuem diferem, sendo que a 4423 possui 22 pontos e a 2918 tem 18 pontos, mas no geral vai atender bem quem precisa dos pontos básicos (reto e ziguezague), flexíveis e alguns pontos decorativos. Veja abaixo os pontos de cada uma:

Pontos da Facilita Pró 2918 (fonte)

Pontos da Facilita Pró 4423 (fonte)

O modelo 4423 tem um passador de linha na agulha que é uma “mão na roda”, mas que a gente consegue viver sem quando a máquina não tem, como a 2918.

A diferença mais legal que eu notei é a potência dos motores: a 4423 tem 90W de potência enquanto a 2918 tem 160W! Se eu já acho a minha máquina 4423 potente, imagino só como a 2918 deve ser ótima!

Mais informações

Um modelo muito parecido com a Facilita Pró 2918 é a Facilita Pró 2968. As funções são idênticas. O que difere os dois modelos é que a 2918 possui braço livre e a 2968 tem a base plana (assim a máquina também pode ficar embutida em um móvel, além de poder ficar em cima de uma mesa).

Para ver a ficha técnica detalhada da Facilita Pró 2918, no site da Singer tem mais informações.

Espero que as informações sejam úteis!

A Escolha da Máquina de Costura – um novo post
Minha Máquina de Costura – Singer Facilita Pró 4423 – 4 Anos Depois
Katia Linden
Sou de São Paulo, publicitária de formação e várias outras coisas por admiração e escolha própria: tatuada, amante de música, viciada em Grey's Anatomy e Game of Thrones, esposa, dona de casa, costureira, modelista, consultora de estilo e (também, ufa) autora deste blog.
Sobre o Blog ⟩
Newsletter

Assine a minha newsletter e receba novidades exclusivas por e-mail!

Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Email inválido.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres. (Obrigatório!)
keyboard_arrow_right
close
Vencendo a minha maior resistência: vender!
Sobre Florescer em Pleno Inverno