Look do Dia: Colete de Tricô!

Com um certo tempo de costura, eu fui acumulando muitos materiais e hoje em dia compro quase nada. Compro só se já for usar em seguida, como o tecido salmão para completar o saquinho de tecido do presente da Valentina.

Já quando comecei a tricotar, procurei desde o início não acumular lãs e linhas. É tentador olhar novos materiais para a nova técnica da vez, mas tenho conseguido manter um certo controle. Tudo o que tenho cabe em uma sacola grande, nada mais guardado em outro lugar do ateliê.

Quando viajei para Montevideo no ano passado, aproveitei para comprar algumas lãs e tenho dado prioridade em usá-las antes de sair comprando outras. As meadas de lã torcidinha e sem tingimento ficaram esperando a ideia de um bom projeto para ela. Até que a ideia veio e a mestra Solange me ajudou a colocar em prática.

Inspiração: O quimono de flanela

Levei para a aula o quimono de flanela que criei em 2015, com a parte superior da frente maior que a parte de baixo, o que dava uma forma diferente para o decote.

Queria fazer a mesma peça em lã e a professora Solange me ajudou bolando uma receita.

O quimono que virou colete

Durante a execução do projeto, vi que a lã não daria para tricotar um quimono, ainda mais com as mangas amplas que ele tem. Então, mudamos para o “plano B”, transformando a peça em um colete.

Achei bom, pois não tenho costume de usar coletes e esta pode ser uma ótima opção de terceira peça para dar uma cara diferente (e quentinha) às minhas produções!

Emoção até o final

No fim das contas, a lã deu certinho para tricotar as três partes do colete, mas faltou para fazer o acabamento da peça. Acabei comprando uma outra lã sem tingimento, na Novelaria, e a utilizei para dar um acabamento em crochê nas cavas e no decote. Ou seja, cheguei ao “plano C” para concluir este projeto, rs! O tanto que sobrou da lã linda já está virando uma outra peça, sem desperdício!

(Clique em uma das imagens para ver em tela cheia!)

Usei seis meadas da lã flamê retorcida (100% merino, cor natural) compradas na Balitex (em Montevideo) e agulhas 8mm para tricotar. O acabamento foi feito com lã fina de merino e agulha de crochê 4mm.

Estreando o colete

Aproveitei que iria novamente para o Inhotim, para concluir a visita que eu e o Ricardo iniciamos no ano passado (posts aqui e aqui) e levei o colete na mala. Os dias ensolarados em MG não estavam tão quentes, então passei o dia todo vestida com a novidade e fiquei bem confortável!

Como queria que o colete fosse o principal do look, combinei com calça e camisa jeans e tênis prateado. Adorei como ficou!

Colete: lã flamê retorcida de merino, cor natural, comprada na Balitex (Uruguai). Acabamento feito em crochê com lã fina de merino. Receita criada pela professora Solange.
Camisa Jeans: Levi’s
Calça Jeans: C&A
Tênis: All Star

Um pouquinho do Inhotim

Assim como no ano passado, este foi um dia de muita beleza num lugar inspirador para quem gosta de arte! Aproveitamos muito o passeio, mais uma vez!

Teve mais uma estreia no dia seguinte de passeio, aguarde mais um post!

**Siga o blog com o Bloglovin **

Formação em Consultoria de Estilo!
Acessórios para o Inverno: Colar de Tricotin com Pingente!
Look do Dia: Quimono de seda para derreter com dignidade no Carnaval!

Eu amo Carnaval! São aqueles dias do ano em que a gente esquece um pouco dos problemas, brinca com as coisas sérias que acontecem no mundo, se enfeita como dá vontade. Por outro lado, quem não curte não é obrigado a participar, então é um feriadão dos mais democráticos na minha opinião.

Eu e o Ricardo temos ido ao Bloco do Baixo Augusta desde 2010 ou 2011, já não lembro bem. Só lembro que a cada ano a quantidade de pessoas só aumenta. Agora em 2017 foram 350 mil pessoas e foi maravilhoso como sempre!

Uma das coisas que eu mais curto em blocos de Carnaval é ver a produção das pessoas. Nessa época parece que todo mundo exercita o lado “faça você mesmo” que tem dentro de si e as mais variadas e divertidas fantasias aparecem. Eu acho uma delícia!

Cabelo e Maquiagem

Sempre prendo o cabelo todo e coloco algo para enfeitar. Acho até que todos os meus antigos casquetes já passearam em outros Carnavais, mas meu cabelo estava tão bagunçado-legal no dia que eu fiquei com ele solto até quando aguentei, rs!

Aí, fui pensar na maquiagem. Tinha um batom azul novinho aqui em casa pedindo para ser usado e um glitter cobre também.

O batom sozinho não cobria o suficiente, então primeiro passei uma sombra em lápis para contornar os lábios direitinho, passei o batom e apliquei uma sombra azul marinho levemente metalizada por cima de tudo. Ficou como eu queria!

O glitter eu usei por cima da sombra marrom acobreada (com primer por baixo) e também no lugar do iluminador que costumo passar nas maças do rosto até as têmporas. Aí foi só passar blush e rímel resistente a água, para manter a dignidade quando eu começasse a derreter!

Look do Dia

Eu não bolei nenhuma fantasia em especial neste ano, mas resolvi ir de maiô ao bloco: a minha peça querida é estampada de onça e assim já excluiu ter que usar sutiã e alguma blusa. É confortável e, se molhar, não tem problema. Para garantir mais conforto, shorts jeans e tênis de couro (que é fácil de limpar depois).

Como sempre tem alguma chance de fritar no sol, passei bastante protetor solar e joguei o meu quimono de seda por cima. Não esquenta nada, protege do sol e ajudou também a não ficar grudando nos coleguinhas na muvuca do bloco, rs!

Eu gostei tanto da mistura das estampas do quimono e do maiô!

Quimono de Crepe de Chine: Tecidos liso e estampado da loja Texprima (antiga loja Dona Dani). Molde da revista Burda portuguesa de 02/2012. Mais fotos do quimono aqui.
Maiô: Adriana Degreas
Shorts Jeans: Hering
Tênis: Adidas
Óculos: RayBan

Tarde de alalaô! #vemcarnaval

A post shared by Katia Linden (@katialinden) on

Mais um encontro especial

E no meio de tanta gente, lá estava Rosa Clara, que me reconheceu e eu achei incrível que ela estava aproveitando o Carnaval para empreender vendendo porta-dinheiro (bem útil, né?!). Só tinha ela por lá vendendo algo assim, as outras pessoas vendiam bebidas ou enfeites pra cabeça. Eu adorei conhecê-la e ver que oportunidade legal ela aproveitou para vender suas costuras!

Bom, o restante do Carnaval eu passei mais quietinha, mas só de ter ido no meu bloco preferido eu já fiquei feliz!

Carnaval feito por mim
Encontrinho de aniversário do blog! Bora?
Aulas de Corte e Costura na Fonfinfan – Quimono de Flanela!

Olá!
Depois da linda saia evasê, um clássico para toda a vida, o próximo projeto das aulas de Corte e Costura lá na Fonfinfan é um quimono de flanela!

Já que estamos no inverno, nada como ter uma peça quentinha para jogar por cima de uma blusinha de manga comprida e já estar arrumada, não é?! Este não é um quimono tradicional, ele foi modificado para ficar com um detalhe bonito no decote, tanto aberto quanto fechado.

O tecido sugerido é uma flanela de algodão que tenha o verso bonitinho, pois ele vai acabar aparecendo. Eu escolhi um xadrez bem discreto em vermelho e preto, com o verso todo vermelho!

Nestas aulas você vai aprender a tirar o molde da sua peça conforme as suas medidas, cortar e costurar seu quimono, fazer acabamentos internos com ziguezague e finalizar as barras.

Se você já sabe costurar à máquina, pode vir participar! Todas as etapas da saia serão ensinadas!

Se você ainda não costura, você pode participar antes do curso inicial de costura, confira mais informações aqui.

Durante os encontros também entramos no tema de por que fazer nossas próprias roupas, como escolher tecidos, como usar nossa máquina doméstica para deixar tudo bem feito, além de dicas de estilo para tirar o máximo proveito da peça.

As aulas acontecem num ambiente super gostoso e bem equipado, o café do intervalo sempre está quentinho, são encontros de costuras deliciosos! Além de sair com um quimono costurado por você, com as suas medidas, você também leva o seu molde para fazer mais peças!

As aulas acontecerão nas seguintes datas:
Manhã – das 9h às 12h – dias 16/07, 23/07 e 30/07 – 5a feira
Tarde – das 14h às 17h – dias 16/07, 23/07 e 30/07 – 5a feira
Noite – das 19h às 22h – dias 16/07, 23/07 e 30/07 – 5a feira

O investimento é de R$ 190,00 por participante, com pagamento em dinheiro ou cartão. Neste valor já estão inclusos o tecido de flanela e o papel necessário para copiar o molde.

Você precisará trazer (ou comprar lá na Fon Fin Fan) o seu kit de costura contendo:
– Tesouras para papel e tecido
– Alfinetes com cabeça de vidro ou para patchwork
– Giz ou caneta para tecido
– Cola bastão ou durex
Se você não tiver algum destes materiais, estes itens também estarão disponíveis para venda no ateliê, ok?
Para deixar você com vontade de usar um quimono como este desde já, deixo aqui duas combinações que montei:

Usado aberto, por cima de saias (ou vestidos). A gola fica soltinha, com um movimento muito bonito.

Usado fechado, com legging. Você pode fechar o seu quimono com um cinto ou mesmo com uma faixa feita do mesmo tecido. Fechando o quimono a gola também fica super bonita!

Viu como o quimono valorizou outras peças bem básicas e também emoldurou o colo e o rosto? Demais, né?! Venha costurar com a gente!

As inscrições serão feitas diretamente na Fon Fin Fan! Para maiores informações, visite o site, ligue para (11) 5666-5065 ou envie email para contato@fonfinfan.com.br

Beijos e boas costuras!

OBS: As minhas aulas de corte e costura na Fonfinfan aconteceram apenas em 2015. A partir de 2016 uma nova professora assumiu as aulas, com um formato próprio. Para maiores informações, entre em contato com a Fonfinfan.

Formação em Consultoria de Estilo!
Acessórios para o Inverno: Colar de Tricotin com Pingente!
Katia Linden
Sou de São Paulo, publicitária de formação e várias outras coisas por admiração e escolha própria: tatuada, amante de música, viciada em Grey's Anatomy e Game of Thrones, esposa, dona de casa, ciclista, praticante de Pilates, costureira, modelista, consultora de estilo e (também, ufa) autora deste blog.
Sobre o Blog ⟩
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres. (Obrigatório!)
keyboard_arrow_right
close
Formação em Consultoria de Estilo!
Novidade: Livro “Costura Fácil” da Burda Style!