Vestido para a Ellen (da Revista Burda Style)!

Há alguns dias eu contei sobre o vestido que fiz para a Helena (aqui). Ela fez aniversário no final de janeiro e a minha afilhada Ellen fez 8 anos no comecinho de fevereiro. Eu prometi um vestido para ela também, mas não queria que ficassem iguais.

Escolhendo o modelo

Eu procurei de uma vez só os modelos dos vestidos da Helena e da Ellen. Quando vi este modelo da Burda de dezembro/2016, achei a cara da Ellen, fofo e delicado na medida! Seguindo a mesma linha do vestido da Helena, queria que fosse possível usar ainda neste verão.

Vestido Infantil – Burda – 12/2016

(Fonte)
Tive as mesmas questões de tamanho para resolver nesta peça: A Ellen tem 1,36m e os moldes vão até a altura de 1,40m. As medidas dela superavam este último tamanho, então precisei fazer uma gradação, principalmente na largura, em dois tamanhos.
Ela tinha me pedido para fazer em azul-tiffany-turqueza-verde-água e eu encontrei um tecido também do “estoque” do algodão importado e macio que dava certinho com o que ela queria. A melhor parte foi mesmo escolher os tecidos e aviamentos, aiaiaiai…

De hoje. Presentear com algo feito com as próprias mãos é bom demais! #costurakatiacostura

A post shared by Katia Linden (@katialinden) on

Mais um tecido especial e guardado há muito tempo que está vendo a tesoura hoje! #costurakatiacostura

A post shared by Katia Linden (@katialinden) on

Costurando o Vestido

Ao contrário do vestido da Helena, resolvi não fazer o fechamento da peça em costura francesa, pois achei que ficaria muito volumoso nos ombros por conta da sobreposição das peças que formam as manguinhas tulipa.
Então, fiz como estava na revista: com acabamentos em overloque bem na cor do tecido, com revel no decote e as manguinhas tulipa finalizadas com viés no tecido mais escuro acima.
É um vestido mais retinho, com fechamento nas costas com um botão quase transparente e aselha que fiz com aquele cordão chamado “rabo de rato” (que nome horrível, né?!).
Faz tempo que eu não fazia uma peça com este fechamento atrás e gostei muito de como ficou (apesar de achar depois que eu poderia ter arredondado a abertura um pouco).

Vestido Pronto

Frente do vestido.

Detalhe da frente do vestido.

Costas do vestido.

Os detalhes das costas do vestido. Amei!


Tanto a Ellen quanto a Helena receberam seus presentes no mesmo dia, por conta do atraso no presente da Helena. A Ellen também amou o vestido e já saiu trocando de roupa para usar o presente. Imagina se não fiquei duplamente feliz?

Afilhada linda feliz com o presente!

Os pequenos de casa juntos: Marco Antonio, Ellen e Helena!

Helena junto com a Ellen na hora dos parabéns!

Mais uma da afilhada linda, pois sou babona mesmo!

Fico muito feliz em estar presente desta forma na vida das crianças, mostrando para elas que é possível dar um presente todo especial e personalizado! Por mais que ande meio difícil costurar com tanto calor, rs, nada supera esta sensação de presentear quem a gente ama com algo feito à mão e com muito amor!

A volta às costuras depois de um ano
Voltei a dar aulas! Primeira parada: Sesc Ipiranga
Vestido Evasê para a Helena!

Sim! O post de hoje é sobre um vestido infantil, mas não é um post da Ana, mestra da costura de roupas para a Julia!

Pois é eu costuro, na maioria do tempo, para meu uso próprio. Só que eu também amo presentear com peças que eu mesma tenha feito. Então, com a chegada do aniversário de 5 anos da Helena, resolvi colocar a mão na massa e fazer um vestido para ela.

Escolhendo o modelo

Uns dias antes, tirei as medidas dela e fui procurar no meu acervo de revistas um modelo que a agradasse. A Helena ama usar vestidos, o que já me daria mais chance de sucesso com o presente e me pediu que ele fosse rosa.

Acabei escolhendo este vestido aqui, ainda dos tempos da Burda Portuguesa:

Houndstooth Dress – Burda – 08/2012

(Fonte)
Fiquei um tempão quebrando a cabeça para decidir qual seria o modelo do vestido. Explico: tirei as medidas da Helena e vi na tabela da Burda que eu teria que fazer uma peça para uma criança de 1,34 m, sendo que ela é grandona mas tem apenas 1,16m de altura.

Eu tenho bastante segurança ao escolher que tamanho de molde usar para as minhas roupas, mas fiquei bem receosa quanto à Helena. Fui ver alguns outros moldes fora da revista e vi que escolher seria ainda mais difícil, pois são guiados apenas pela idade, alguns não têm tabelas de medidas. Como não tenho experiência em moldes infantis e não sei se as medidas da Helena simplesmente encaixariam num molde para 5 anos (sem imprimir o molde e sair medindo tudo), acabei retomando o projeto da revista.

O modelo da revista tem recortes com vivo, bolsos, um jabô na frente e um zíper metálico aparente nas costas. Além disso, era todo forrado. Pensando no calor absurdo que tem feito ultimamente, resolvi simplificar bastante a proposta para que ela pudesse virar um vestido de algodão bem gostoso para usar no verão.

No fim das contas, tudo resultou em um vestido evasê simples, mas que ficou bonito por conta do tecido escolhido (um algodão para Patchwork dos importados que tenho guardado, mais grosso que o nosso tricoline e bem macio), a estampa dele e os acabamentos.

Caprichando no presente

Quando o projeto fica mais simples, dá e sobra tempo para caprichar nos acabamentos! O fechamento das laterais e dos ombros foi feito com costura francesa (amor costurístico eterno), tem zíper invisível nas costas e o centro das costas recebeu acabamento interno em viés do mesmo tecido da peça. Ou seja, nem passei perto da overloque ou do ziguezague da máquina (fica a dica para quem só tem a costura reta como opção!).

Para não colocar mais tecido no vestido, para forrar ou fazer um revel interno, coloquei viés com ponto ajour mais fofo do mundo nas cavas e no decote (eu tenho uma blusa terminada assim – veja aqui – e fiz uma regata para a Ane com o mesmo material – veja aqui).

Senta que lá vem história

Ando meio preguiçosa para costurar neste verão (contei um pouco aqui), então acabei deixando para fazer o vestido na véspera da festa, terminando praticamente na hora de sair para o aniversário, rs!

Estava tudo em tempo, mas minutos antes de dar aquela última passada a ferro e fazer o pacote para presente (e fotografar também, lógico), eu cortei onde não devia e o cursor do zíper invisível saiu voando. Fiquei passada por ter errado nessa etapa, sério!

Eu chegaria muito atrasada se fosse trocar o zíper e acabei indo para a festa com as mãos abanando, mas prometi à aniversariante querida que no próximo encontro nosso ela receberia o presente.

Em outro dia, troquei o bonitinho do zíper, passei o vestido, fiz as fotos para o post e preparei o pacote de presente (coisa que adoro fazer também).

Vestido Pronto

Superado o problema de ter entregado atrasado, aqui está o vestido pronto, fiquei apaixonada por ele!

Frente do vestido.

Costas do Vestido.

Aqui dá para ver os detalhes da estampa e do viés fofo!

A Helena gostou tanto do presente que trocou de roupa na mesma hora para usar o vestido que eu fiz! Missão cumprida sim ou com certeza?

Helena linda em seu vestido feito por mim!

Eu amei ter feito este presente!
Helena, fico muito feliz que você tenha gostado!

Dicas para Costurar Zíper Invisível!
A volta às costuras depois de um ano
Look do dia: Vestido de jersey em dia de festa!

Há alguns dias, eu tive um casamento para ir. Faz tempo que, nesse tipo de evento, eu me arrumo sozinha e desta vez não foi diferente. Na véspera eu fui ao salão apenas para fazer as sobrancelhas e as unhas, o restante eu fiz sozinha em casa. Adoro essa independência (até hoje não consegui colocar cílios postiços sozinha, ainda preciso conquistar esta meta!).

Eu quase fiz um vestido novo para usar, mas ando realmente incomodada com o meu armário tão pequeno e tão cheio. Tenho muitas roupas de calor e, principalmente, tenho muitos vestidos. Então resolvi resgatar algum deles para ir ao casório e não me arrependi.

Vestido de Jersey de Viscose

O escolhido foi este vestido de jersey de viscose, num tom que puxa para o cereja. Todos os acessórios eu já tinha e é bem capaz que já tenham aparecido separados em outros posts. Já teve look do dia com o vestido Myrtle em 2014, pouco depois de quando eu fiz o vestido, também tem post sobre o processo-desafio de fazê-lo aqui. Fiquei super feliz que continuo adorando a peça até hoje, foi um ótimo investimento!

Frente com drapeado no decote e saia franzida

Detalhe bonitinho nos ombros (e que ajuda a segurar a alça do sutiã por dentro)!

Costas do vestido.

Look do Dia

Felizmente não teve chuvona de fim de tarde para atrapalhar e, enquanto esperávamos a cerimônia religiosa, o marido fez as fotos (com o celular mesmo, pois a câmera não cabe na bolsa). O cabelo bem preso deu conta do calor e se manteve arrumado a noite toda. Os brincos grandes cumpriram o papel de deixar o look mais festivo, além de compensar a falta de um colar (enquanto eu me arrumava eu notei que não tinha um colar longo e delicado para conseguir este efeito aqui abaixo, que adorei e quero usar um dia).

A maquiagem, com a mistura de dois batons roxos (ó o vício, tem post sobre ele aqui) e o restante dos acessórios deixou tudo com a minha cara. Pena que eu desacostumei de usar salto e em pouco tempo os sapatos ficaram desconfortáveis mesmo não estando apertados ou machucando os pés… Fui salva pelos chinelos distribuídos na festa, rs!

Look arrumadinho com a bolsa certeira em forma de navio (um xodó meu)!


Vestido: tecido de jersey de viscose comprado na Firenze (rua Augusta), molde do vestido Myrtle da Colette Patterns (EUA).
Bolsa Carteira: Kate Spade
Sapatos Mary Jane: Christian Louboutin
Brincos: Pri Schiavinato
Pulseira: Tiffany’s

Eu adorei a produção toda e foi um dia muito gostoso e feliz!

Desafio triplo de costura – dois tecidos, um modelo de vestido, com elástico na cintura
Look do dia – Natal em dobro!
Katia Linden
Sou de São Paulo, publicitária de formação e várias outras coisas por admiração e escolha própria: tatuada, amante de música, viciada em Grey's Anatomy e Game of Thrones, esposa, dona de casa, costureira, modelista, consultora de estilo e (também, ufa) autora deste blog.
Sobre o Blog ⟩
Newsletter

Assine a minha newsletter e receba novidades exclusivas por e-mail!

Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Email inválido.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres. (Obrigatório!)
keyboard_arrow_right
close
Vencendo a minha maior resistência: vender!
Sobre Florescer em Pleno Inverno