Meu quarto: quando uma colcha em Patchwork enfeita um cômodo muito craft e atual!

Olá!

Depois de uma viagem super inspiradora (último post sobre New Orleans aqui, com links para todos os outros posts da série), voltei para casa super inspirada para terminar um projeto que estava parado desde janeiro: minha colcha de Patchwork.

Voltando um pouco no tempo, para situar tudo direitinho: depois que fizemos uma reforma em casa no ano passado, passei a cuidar dos detalhes finais, um cômodo por vez. O primeiro da fila foi o meu ateliê (tem posts aqui, aqui, aqui, aqui e aqui, ufa!). Aí passei a cuidar dos toques finais do meu quarto.

Uma nova cor para a parede

A parede cinza foi uma ótima solução para a mudança sem “pirar” muito. Só de mudar a cor da parede onde está a cabeceira da cama (porque o restante do quarto sempre foi branco), já deu outra cara para o ambiente. Antes era um verdinho fofo, mas estava enjoada dele. No fim das contas, o cinza ressaltou mais o amarelinho das madeiras dos móveis!

A Colcha de Patchwork

Quando definimos as novas as cores do quarto, eu e o Ricardo queríamos deixá-lo mais moderninho e menos fofo, sabe? Tendo as cores em mente, iniciei os trabalhos da colcha de Patchwork lá na Fonfinfan. Queria algo colorido que não ficasse muito fofo e mais moderno. Acabei escolhendo as cores preta, cinza, vermelha e rosa pink, sem estampas grandes.

A colcha foi construída com quadrados que lembram a técnica de log cabin. Usei dois tecidos cinza, um tecido preto liso e um tecido vermelho estampado. O barrado é rosa com aplicações e o viés é vermelho.

Fazer uma colcha de Patchwork é algo grande e também é a cara desta técnica de costura! Eu sabia que quando eu concluísse um projeto como esse, eu teria completado a minha jornada em relação às aulas. Confesso que em alguns momentos eu desanimei pois estava fazendo muitas coisas ao mesmo tempo na época e a montagem da colcha não caminhava na velocidade que eu gostaria.

Em um certo momento até parei de fazer a colcha para fazer os dois porta travesseiros, que logo ficaram prontos esperando o restante do conjunto. Aos trancos e barrancos (rs) consegui terminar de costurar a colcha em dezembro, a tempo de quiltar a colcha numa super máquina (em inglês ela chama-se long arm, não sei como chama aqui no Brasil).

Num passado meio distante, quando eu tinha cabelos branquinhos (rs) quiltando a minha colcha.

Depois de algumas horas de trabalho na máquina específica, levei a colcha para casa para os toques finais: quiltar os quadrados centrais à mão (uma invenção minha), arrematar os fios do quilt e colocar o viés. Em dezembro eu cheguei a começar este trabalho mas, com o calorão e com a chegada das férias, o trabalho ficou parado até maio, quando peguei para terminar depois da viagem.

Separei uma hora por dia para os trabalhos de acabamento (o que eu chamo de “modo gincana”, contei sobre ele aqui) e em 10 dias eu consegui concluir a colcha. Aí veio aquele pensamento “por que eu não fiz isso antes?”. Não tem jeito, isso às vezes acontece com projetos longos, o importante é não abandoná-lo e sim fazer tudo no seu devido tempo.

Colcha pronta, com porta travesseiros combinando.

Detalhes craft

Com a colcha pronta, terminamos de adicionar outros detalhes craft ao quarto. Enfim, essa missão finalmente foi cumprida!

Para um quarto mais atual, saiu o quadro grande acima da cabeceira e entrou uma canaleta/prateleira onde podemos colocar o que der vontade!No lugar dos antigos abajures que ficavam nos criados-mudos, luminárias pendentes com cabos revestidos de tecido, da Licht Design.

Luminárias nas laterais, quadros e um vasinho com cacto de crochê apoiados na canaleta. Na parede, uma tesoura de enfeite e uma tapeçaria feita por mim.

Uma nova cortina também entrou na renovação do quarto. O forro da cortina antiga virou a cortina do meu ateliê (aqui).

Aqui dá para ver bem o efeito mais gráfico e menos fofo que eu queria para a minha colcha de Patchwork!

Detalhes: Um quadro muito especial, feito pela Aurélia Cerulei. Fotografei em cima da cama pois o vidro estava refletindo a luz em muitas fotos, atrapalhando de ver essa lindeza de bordado sobre um documento antigo e uma chave.

Detalhes: Tapeçaria feita por mim no Workshop da Eglair Quicolli (aqui), quadro com a plaquinha do meu Astor (saudades!), foto que veio de New Orleans (aqui).

Detalhes: Quadro que eu bordei em 2011, quando retomei minha vida craft. Gráfico aqui.Tesoura decorativa da Anthropology (New Orleans). Cacto em crochê em vasinho de cerâmica da Paty Mimmos.

Mais um cômodo em progresso

Neste momento, estou cuidando de nossa sala de TV (pois a casa tem três quartos e aqui somos só em dois adultos e um cachorrão, rs). Aí um quarto virou meu ateliê e o outro uma sala de TV). Quando estiver pronto, mostrarei os detalhes craft dele também!

No fim das contas, a nossa casa nunca está definitivamente pronta, tudo vai mudando conforme anda a nossa vida, já percebeu? O que me deu motivação para retomar o que eu queria resolver na casa foi a leitura desse texto do DCoração. A casa já estava pintada, mas faltava pensar nos itens que me fariam ficar apaixonada por cada cantinho novamente!

Gostou?
Eu estou amando a cara nova do meu quarto!

Beijos!

9 Anos de Blog!
Reflexões durante o covid, Get Back e um coração em paz.
Costuras de Abril e de Maio!

Olá!
Abril passou voando para mim, nossa! Eu e o marido tiramos alguns dias de férias e na volta, já em maio, algumas coisas aconteceram e diminuíram ritmo por aqui (contei um pouco neste post). Mas nestes dois meses teve produção por aqui e hoje eu vim mostrar o resumo de Abril e Maio, vamos lá?

Costuras

Em abril eu terminei a minha blusa Taffy de cetim, ela até já apareceu num look do dia (aqui)!

Look com a blusa nova aqui.

Assim que eu acabei a blusa, resolvi fazer uma saia de malha nova. Aproveitei um outro molde que já usei e que adoro, da saia Mabel (da Colette Patterns) e fiz uma versão diferente das anteriores, adorei o resultado!

Saia Mabel, versão 2016!

Quando voltei de viagem, em maio, resolvi pegar a minha colcha de Patchwork que estava parada há algum tempo e trabalhei nela todos os dias um pouco até terminar. Na verdade, não faltava muito, eu é que vivo passando outros projetos na frente (#quemnunca).

Ficou lindo o conjunto, em breve vou mostrar em detalhes a colcha e outros toques craft do meu quarto!

Terminada a colcha, iniciei uma nova blusa Sencha, também da Colette Patterns. Deu para ver que ando mesmo revisitando projetos antigos, né?!

Blusa Sencha, versão 2016, em progresso!

Tricô

A blusa de tricô continua sendo feita (todo dia, por uma hora pelo menos), com algumas pausas por conta de erros meus que precisaram ser desmanchados. Cheguei ao fim de maio com frente e costas prontas, já unidas pelos ombros e prestes a iniciar o decote.

Em progresso, mas finalmente com cara de blusa!

Também estou fazendo as mangas, espero terminá-las logo!

Tá chegando? Falta muito? Rs!

Tapeçaria

Como eu gosto muito de aprender coisas novas, fiz um Workshop de Tapeçaria Contemporânea, com a querida Eglair Quicolli em abril. Minha peça está pronta e penduradinha no meu quarto, eu amei!

Uma nova técnica, amei aprender!

Produções sem correria

Revendo as produções, estou muito feliz com o que tenho feito, sendo mais seletiva e fazendo tudo com mais calma, sem correria.

Estas novidades aparecerão em detalhes nos próximos posts, quero contar tudo com muito carinho!

Beijos!

9 Anos de Blog!
Reflexões durante o covid, Get Back e um coração em paz.
Top Posts de 2015!

Olá!
FELIZ ANO NOVO!

Uma das coisas que eu acho que sempre vale a pena quando um novo ano começa é ver o que aconteceu no ano anterior para dar continuidade, para melhorar, para mudar!

Se tem uma coisa que eu gosto de ver especialmente nesta época são as estatísticas do blog, pois através delas que dá para saber quais posts fizeram mais sucesso e assim conseguimos saber quais assuntos interessam mais para quem passa por aqui e procurar fornecer mais conteúdo nesse sentido.

Dentre os posts publicados no ano passado, os mais acessados foram estes (se você for novo por aqui, aproveite para conhecê-los!):

1. Minha máquina de costura – Singer Facilita Pró 4423 – 2 anos depois
Minha Novinha arrasando nos seus dois anos de uso (em algum meses vou tornar a avaliá-la)!

2. O que eu aprendi sendo gorda
O maior desabafo meu, super pessoal, que rendeu uma repercussão que eu não imaginava!

3. Minha máquina de overloque – Singer Ultralock 14SH754 – 1 ano depois
Tenho uma relação de amor e ódio com a minha Encantada, contei neste post como foi o primeiro ano com ela!

4. Moldes para Meninos
A Ana arrasou nessa coletânea de moldes para roupas de meninos!

5. Look do Dia: vestido com tênis!
O vestido feito para a virada do ano novo 2013/2014 que virou até hoje uma das minhas principais opções para o verão, usado com tênis e quimono (este último tem até tutorial!)

6. Meu ateliê: Mesa de Corte (e pesos para tecidos)
Adorei mostrar as soluções que tive para organizar o ateliê e a mesa de corte é um belo exemplo!

7. Look do Dia: Saia de Sarja!
Uma das peças mais versáteis que costurei no ano passado, uso muito!

8. Minha colcha de retalhos – progressos de dezembro e janeiro
Pois bem, minha colcha querida de hexágonos está parada há um tempo, mas em 2016 quero retomá-la e voltar a contar sobre ela!

9. Por que costurar as próprias roupas?
Um dos posts que mais gostei de escrever, pois costurar as próprias roupas é uma delícia e vale muito a pena!

10. Blog e Canal de vídeos “A costureirinha”
Nós adoramos dar dicas de outros blogs que acompanhamos e esta indicação fez sucesso!

Os posts de Costuras da Semana também sempre foram bastante acessados e eu adorava fazê-los! É que tenho tanta coisa para postar que fiz ultimamente que talvez eu volte com eles quando tudo estiver em dia, que tal? Me dá sua opinião?

Aliás, se quiser deixar aqui nos comentários que tipo de post te agrada mais (e menos também), assim como sugestões para novos posts, vamos adorar saber e vamos trabalhar suas sugestões!

Eu e a Ana estamos com todo o gás nesse novo ano, esperamos que vocês também!

Beijos e boas costuras!

9 Anos de Blog!
Reflexões durante o covid, Get Back e um coração em paz.
Katia Linden
Sou de São Paulo, publicitária de formação e várias outras coisas por admiração e escolha própria: feminista, mãe de cachorros, tatuada, amante de música, viciada em Grey's Anatomy, costureira, modelista, consultora de estilo e (também, ufa) autora deste blog.
Sobre o Blog ⟩
Newsletter

Assine a minha newsletter e receba novidades exclusivas por e-mail!

Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Email inválido.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres. (Obrigatório!)
keyboard_arrow_right
close
Um manifesto para 2022
Vencendo a minha maior resistência: vender!