Olá!
Nos últimos posts acabei me revelando uma apaixonada por costuras à mão. Logo agora que eu tenho uma máquina de costura novinha em folha. Engraçado, né?!

Na verdade, eu ainda não explorei tudo o que a máquina tem a oferecer, já que até agora só usei o ponto reto e o ziguezague para dar acabamento a algumas peças.

Mas a Novinha tem 22 Pontos, sendo: Básicos (reto/ziguezague), Essenciais (3 pontinhos/bainha invisível), Flexíveis (para costurar malhas) e Decorativos, além de fazer casa de botão em 1 passo. Se quiser relembrar quais foram as máquinas que eu pesquisei antes de comprar a minha, é só ver este post aqui.

Um tempo atrás resolvi testar os pontos costurando em um pedaço de tecido, pois no manual não explica todos eles em detalhe (o que é uma pena e este post acaba sendo uma espécie de desabafo e de crítica à Singer, pois eu não deveria precisar garimpar tanto por esse tipo de informação).

Tive dificuldade para fazer os ajustes de comprimento e largura dos pontos já que eu ainda não os conhecia “pessoalmente”. O que eu achei que ficou legal eu anotei em uma tabela. Ainda assim, não sabia para que todos eles serviam. A vantagem foi poder ver os pontos costurados, não só ilustrados no seletor da máquina ou no manual de instruções.

Consultando os meus livros de costura alguns pontos aparecem, então resolvi retomar a pesquisa agora nas férias. Além do que eu tenho em casa para consultar, peguei emprestado o DVD que acompanha a máquina Elgin da minha mãe (continuo achando isso muito legal, ponto para a Elgin) e baixei alguns manuais da Singer que acabaram servindo de complemento para o meu.

Deixo aqui então um apanhado do que eu consegui.

Primeiro, um vídeo que não é exatamente do mesmo modelo da minha máquina, mas que ajuda a visualizar um tanto de coisas. Creio que mesmo que a máquina seja de outra marca, não deve ser muito diferente (só deve mudar mesmo como ajustar em seletores manuais ou digitais, mas os princípios dos pontos devem ser os mesmos).

Pontos da Singer Facilita Pro 4423

Na parte de cima: Seletor para casa de botão, depois os pontos regulares.
Na parte de baixo, os pontos flexíveis.

Pontos regulares:

Pontos Flexíveis:

* Para pregar botões, seguir as instruções do fabricante e usar a sapatilha específica.
** Este ponto serve para dar acabamento semelhante ao overloque, mas sem cortar o tecido como acontece nas máquinas especiais para acabamento em overloque.

Pelo fato do manual da minha máquina ser bem incompleto nesse sentido, esta tabela tem o que eu encontrei nos manuais da Elgin Genius, Singer Tradition e Singer Brilliance, além de dois livros e um DVD da Elgin (lá embaixo tem todas as informações!). Nem todos os itens têm preenchidas as informações de largura e comprimento dos pontos, mas como isso pode variar de acordo com o trabalho a ser feito, eu considero secundário.

Considerações:
– Se você não tem uma máquina ainda ou está pensando em comprar outra, além de outros aspectos a serem considerados, vale a pena dar uma olhada no manual de instruções. Os sites dos fabricantes, pelo menos da Elgin e da Singer, disponibilizam as versões eletrônicas de cada modelo.

– O “problema” do meu manual não é só na versão brasileira. Buscando o manual americano e o inglês, eles eram todos idênticos (ou seja, é uma derrapada mundial da Singer).

– Ao fazer contato com a Singer pela página do Facebook, indicaram fazer uma aula de manuseio. Tempos atrás eu pensei em fazer, mas além de ser paga (R$ 100, ui!) os locais são distantes para mim. Hoje eu penso que não preciso fazer essa aula já que sei usar bem a minha máquina, sem grandes dificuldades. O que eu precisava era exatamente uma tabela como essa que acabei fazendo sozinha.

Curiosidade:
– Você sabia que uma máquina Singer no Reino Unido tem 25 anos de garantia? E que nos Estados Unidos a garantia é de 15 anos? Aqui no Brasil, a garantia oferecida é de 1 ano apenas.

Enfim, agora creio que poderei sair do uso mais básico da máquina nova e passarei a tirar mais proveito dela. Acho que a primeira novidade vai ser explorar as possibilidades de acabamento e chuleio e não mais me restringir ao ziguezague.
Se você tiver dicas sobre esse assunto e quiser compartilhar nos comentários, ficarei super feliz em aprender e colocarei como complemento deste post, ok?

Um beijo!

Materiais consultados:
* Manual de Instruções – Máquina de Costura Doméstica Singer – Modelos (Facilita Pro) 4411 e 4423. Versão em PDF aqui.
* Manual de Instruções – Máquina de Costura Doméstica Singer – Modelos (Brilliance) 6160 e 6180. Versão em PDF aqui.
* Manual de Instruções – Máquina de Costura Doméstica Singer – Modelos (Tradition) 2250, 2259, 2263 e 2273. Versão em PDF aqui.
* Manual de Instruções – Máquina de Costura Doméstica Elgin – Modelo Genius JX-4000. Versão em PDF aqui
* Curso de Manejo de Costura Elgin JX-4000 (em DVD, acompanha a máquina de costura)
* O Grande Livro da Costura – Seleções do Reader’s Digest – 1979
* Coleção Manequim – Guia Completo da Costura – Volume 3: Costuras e Acabamentos. Editora Abril – 2012.