Vencendo a minha maior resistência: vender!

Quando eu estava planejando como seria meu negócio, eu resolvi prepará-lo para lançar em blocos relativamente pequenos. Assim eu não me sentiria sobrecarregada pelo peso de só lançar quando tudo ficasse pronto. Mas eu tinha que escolher por onde começar. Primeiro, cuidar da criação de um conceito e de uma marca (que já lancei para o mundo e você pode conferir aqui). E o próximo passo?

Decidi me desafiar e colocar na frente da fila o que eu mais tinha resistência em fazer: colocar à venda produtos que foram feitos por mim.

Explico: eu tive um negócio de cupcakes caseiros entre 2008 e 2010. Começou por acaso, aquela onda estava ainda no começo e eu fazia para servir algo diferente em casa. As pessoas gostaram e acabei começando a pegar encomendas, até que passou a ocupar todos os meus dias. Por não ter planejado direito o negócio como um todo, ele não se desenvolveu bem financeiramente, além de alterar demais a rotina da casa (imagine uma cozinha pequena quase sempre interditada para preparar os doces) e eu acabei optando por parar. O que aconteceu depois é que perdi totalmente o gosto por preparar doces, algo que sempre fiz tão bem. Até hoje, se vou para a cozinha uma ou duas vezes por ano para preparar um bolo ou uma sobremesa é muito. Peguei bode mesmo.

Sim, eu passei alguns anos com esse bloqueio: não queria mais correr o risco de pegar algo que amo fazer e transformar num trabalho. Por isso sempre amei presentear com o que fazia nas costuras e manualidades, mas evitei ao máximo vender. Aí junte a isso a sensação de achar que não era boa o suficiente e o problema ficou instalado.

Pois bem, depois de muita terapia e estudos, aqui estou eu para mostrar a primeira novidade: sim, vai ter venda de produtos por aqui!

Em breve vai entrar no ar uma linda loja virtual, com tudo o que tem direito, mas com todos os adiamentos e mudanças de prazos, resolvi colocar mais informalmente à venda as primeiras peças que fiz: golas em tricô com lãs de merino do Uruguai, selecionadas uma a uma. Assim como eu sempre fiz para presentear ou para o meu uso próprio, com material de primeira qualidade e acabamento bem feitinho.

Golas fofinhas feitas com carinho e capricho!

 

Resolvi tomar esta atitude pois ainda estamos no inverno, com manhãs e noites um tanto frias. Estas golas estão pedindo para sair daqui de casa e aquecerem os pescocinhos por aí, além de darem mais cor e textura para qualquer look!

 

Looks com golas de tricô

Aliás, pensando em estilo pessoal, golas são tão legais para acrescentar mais uma peça para a produção, emoldurando o rosto, sabe? Eu amo usar golas e vou colocar aqui algumas produções com as que eu tenho (e que hoje em dia me seguro para não fazer mais só para mim, rs!

Golas à venda

A minha ideia é essa: de tempos em tempos, vou colocar à venda uma pequena produção de peças únicas ou em pequenas quantidades. Assim eu consigo manter o padrão de qualidade e carinho que sempre tive ao tricotar, costurar e etc. Veja nas fotos abaixo cada uma delas e me conte o que achou!

Gola Vermelha

É a mais “aparecida” delas todas, num tom lindo de vermelho!

Gola em tons de azul e roxo

Para quem gosta de cores frias!

Gola em tons de rosa

Um colorido bem delicado!

Gola Colorida

Uma linda combinação de cores entre rosas, roxos e azuis!

Gola Vinho

Cor clássica do inverno, o vinho é um daqueles neutros coloridos super bem vindos!

Gola Cinza

Para quem quer uma gola bem fofinha em cor neutra!

Gola Colorida Fina

Esta é a filha única neste tipo de lã, com um fio preto em volta da lã colorida em tons escuros!

Aproveite para usar ainda neste fim de inverno ou mesmo para levar para uma viagem para algum lugar mais frio em breve! Entre em contato comigo pelo katialinden@gmail.com, deixando o CEP para calcular o frete! O valor de cada gola é de R$ 286,00 mais o envio. O pagamento pode ser feito por depósito bancário (Itaú) ou via PagSeguro. Se for para SP – Capital, vou procurar eu mesma entregar para diminuir o valor do envio, ok?

Quando a loja virtual ficar prontinha, vai ter mais novidade, aguarde!

Aproveite pois são só estas peças! Depois, só no ano que vem!

Estou muito animada em ver estas golas ganharem o mundo! Espero que goste!

Acessórios para o Inverno: Gola em lã super grossa!
Acessórios para o Inverno: Gola de Tricô!
Amigo Secreto das Amigas Craft

Desde setembro de 2017, eu tenho me reunido mensalmente com algumas amigas deste mundo craft para conversar e ter companhia para fazer tricô (e o que mais der na telha). Tem sido muito gostoso! Aí, com a chegada do fim do ano, a gente resolveu fazer um amigo secreto craft!

O amigo secreto foi sorteado na hora mesmo, então o presente tinha que ser pensado para agradar a todas, rs! Quem também fez um post sobre este nosso encontro foi a Andrea Risério, sempre tão querida!

O amigo secreto

Nosso grupinho causou numa tarde de dezembro, com tanta conversa boa e risada! Adoro estar com as meninas, às vezes falta alguém no encontro, mas temos mantido as datas mesmo assim. Quando não dá para ir em um mês, dá para ir no seguinte, sabe?

Aqui estamos todas nós, brindando e felizes da vida! Vou marcar aqui o instagram de cada uma pois vale a pena conhecer e acompanhar todas elas, empreendedoras criativas das próprias vidas: Andrea Riserio, Rosângela, Pricila, Francine, Paula e Andrea Onishi!

Os presentes

Eu estava viajando quando combinamos o amigo secreto e fiquei com receio de não conseguir produzir algo a tempo. Acabei comprando um alfineteiro da Liberty em forma de pêra numa das estampas mais lindas para garantir e não chegar na festinha com as mãos abanando!

Mas, em casa, vi que conseguiria produzir uma peça. Eu tinha um cordão longo de tricotin feito com uma lã da Malabrigo – a Rios, cor Aniversário, em tons de rosa e um tiquinho de roxo, comprada no Uruguai, tem post aqui – e fiz com ele um colar torcido para parecer uma corda, inspirado em uma das peças que fiz para mim no ano passado (também tem post, aqui). Coloquei um fecho de ímã e, com o comprimento que ficou, dá para usar com duas ou três voltas!

Eu tirei a Andrea Risério e acho que ela gostou do presente, pelo que ela contou no post que linkei acima!

E eu ganhei presentes da querida Paula Pereira, master tricoteira que tive o prazer de me aproximar com estes encontros!

Ganhei um esmalte rosinha fofo e um batom cheio de brilhos e que parece gloss ao passar (eu que amo um brilho, adorei!). Mas o toque especial foi este: uma gravação na tampa que com certeza agradaria qualquer uma de nós que recebesse o presente!

Look festivo do dia

Este foi o primeiro dos cinco looks que planejei com antecedência (também tem post, aqui) para as festividades de fim de ano, com a blusa em tricô – projeto Francine Lacerda e a saia midi em crepe. Não é que a cor da roupa casou com a da parede da padaria Santiago?

E assim encerramos os trabalhos do grupinho em 2017, com muitos presentes lindos e um encontro especial!
Já teve encontro em 2018, estamos firmes no propósito de nos encontrar sempre!
Obrigada, meninas, ter vocês sempre por perto é bom demais!

Look do dia: Mais um colar em tricotin!
Acessórios para o Inverno: Colar de Tricotin com Pingente!
Aventuras em crochê: fazendo o xale vírus!

Essa semana encontrei vários xales no instagram com um nome muito curioso: vírus!

Fonte: https://www.instagram.com/explore/tags/virusschal/

Isso mesmo, achei o nome muito estranho. Mas, desde o primeiro que vi, fiquei apaixonada e com muita vontade de fazer um para mim.

Escolhendo o fio

Sou iniciante no crochê e apanho demais para fazer, mas esse xale foi um daqueles projetos irresistíveis, então fui até a 25 de março para comprar um fio para esse projeto.

Uma das coisas que mais me chamou atenção neste projeto foram as cores… que coisa mais linda usar a linha matizada ou, melhor ainda, misturar fios de diferentes cores fazendo um projeto único!

Fui para a loja com essa intenção, encontrar alguns tons e combiná-los, mas tenho que ser a chata e desabafar com vocês: temos muito poucas opções de cores e qualidades de fios aqui no Brasil. Não que eu conheça muito dos fios no exterior, mas pelos projetos que mostrei acima dá para der uma clara idéia da diversidade de cores, né?

Além disso, dá para reparar no brilho e na finalização dos trabalhos, isso aponta a qualidade, ao menos na minha opinião.

Como não encontrei os quatro tons que gostaria, resolvi comprar um fio matizado em verde – Dois novelos da linha Anne 500, da Círculo, na cor verde mesclada nº 9392 – e começar o projeto.

Fazendo o xale vírus, de crochê

Buscando na internet, descobri que existem muitos, milhares de projetos do xale vírus, inclusive um tutorial em 5 vídeos para canhotos (tem para destros também!).

Comecei a assistir e adorei, é super bem explicado. Como vai devagar, consegui ir acompanhando (e pausando, claro!) e fazendo o meu.

Mas eu me perco muito no crochê, errei uma centena de vezes e desmanchei outra centena. Foi aí que comecei a ficar chateada com o fio… ele vai ficando feio, perdendo o brilho de tanto desmanchar e crochetar de novo.

Depois de pegar o jeito da receita (esta aqui), decidi parar de ver o vídeo e tentar seguir o gráfico, aí me dei muito melhor.

Gráfico do xale vírus

Talvez seja porque treinei muito com o vídeo, mas preferi e me dei melhor com o gráfico.

Salvei no celular e levo o projeto na bolsa para todo lado, não vejo a hora de terminar e usar!

Claro que já estou pensando em fazer outro, com vários fios mais especiais, mas isso fica para uma próxima vez!

Vencendo a minha maior resistência: vender!
Sobre Florescer em Pleno Inverno
Katia Linden
Sou de São Paulo, publicitária de formação e várias outras coisas por admiração e escolha própria: tatuada, amante de música, viciada em Grey's Anatomy e Game of Thrones, esposa, dona de casa, costureira, modelista, consultora de estilo e (também, ufa) autora deste blog.
Sobre o Blog ⟩
Newsletter

Assine a minha newsletter e receba novidades exclusivas por e-mail!

Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Email inválido.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres. (Obrigatório!)
keyboard_arrow_right
close
Vencendo a minha maior resistência: vender!
Sobre Florescer em Pleno Inverno