Olá!

Em maio, eu retomei (mais uma vez, rs) a minha colcha de hexágonos. Eu voltei aos trabalhos em maio, quando me dei conta que tinha começado há um ano e ainda não estava pronta.

Pensando bem, por que isso aconteceu? Na fase das flores coloridas, à medida que eu acabava um projeto de costura, eu já pegava os retalhos que sobravam e transformava em hexágonos para usar na colcha.
Toda vez que ficava parado era porque eu tinha preguiça de preparar os hexágonos de papel. Na minha listinha de afazeres, o primeiro item que tinha que ser feito era cortar todos os hexágonos de papel. Quando tinha papel pronto, a colcha andava, simplesmente. E de tempos em tempos isso se repetiu.

No dia em que resolvi voltar aos trabalhos eu mudei o esquema de trabalho e passei a deixar uma hora do dia para os trabalhos da colcha, começando por cortar todos os hexágonos de tecido branco que vou precisar. Terminada esta etapa, passei a cortar o papel e em seguida fui alfinetando nos hexágonos de tecido, assim eu não desanimo de fazê-los de novo.

Hexágonos brancos em produção!

Durante os primeiros jogos da Copa que eu assisti, lá estava eu preparando os “sanduíches” de tecido e papel, como eu tinha planejado.

Ainda falta muito, ainda mais porque ficarei praticamente o mês de julho em férias, mas pelo menos descobri este meu ponto fraco e estou procurando fazer funcionar um jeito novo de trabalhar. Saldo de hexágonos brancos até o momento: 43 (de 536).

E uma hora a colcha vai ficar pronta, e vai ser ainda em 2014!
Beijos!