Olá!

Junho foi um mês bem corrido para mim. Final de semestre do alemão (com duas provas seguidas), dia dos namorados, aniversário do marido e do filhote Luke, um monte de outros aniversários e eventos… e por aí vai!

Juntando essa “rotina” junina toda com o curso de modelagem e o início das aulas de corte e costura, eu vi que teria bem menos tempo para as minhas costuras. Só que a vontade de fazer as peças que estão nos meus planos continua a mesma… Como lidar?

Quando eu estou com tempo escasso e vontade de sobra, normalmente eu estabeleço que vai rolar uma produção em “modo gincana”, Rs!

Faço assim: proponho a mim mesma fazer o máximo que der do projeto “da vez” durante uma hora, por exemplo. Porque não vai dar para ficar mais do que isso. Deu o horário, soou o alarme, pára tudo, levanta as mãos, igual gincana, sabe?!

Tempooooooo! Todo mundo com a mão pra cima, acabou o tempo da tarefa!Foi assim que dei início a um vestido de malha cheio de recortes!

Às vezes isso acontece durante o dia, entre um afazer e outro. Quando não dá tempo durante o dia a gincana rola, por exemplo, uma hora antes de dormir (apesar da vontade de passar a noite costurando).

Assim, eu consigo dar conta das demais coisas do dia, sem deixar nada para trás. Adoro quando tenho um dia inteiro ou pelo menos um período de algumas horas para costurar direto, mas por aqui está difícil ultimamente.

Enquanto eu preparava este post (confesso que ele foi feito num ritmo de um parágrafo por dia, rs) eu me dei conta que vivo alguns ciclos nessa correria e outros mais calmos, como foi o final do ano passado. Será que todo mundo é igual?

Enfim, só sei que desta vez não estou desesperada achando que não vou dar conta de tudo e não estou prestes a desistir de metade das coisas que estou fazendo, só preciso continuar a administrar bem o tempo para o cansaço não tomar conta. Vivo fazendo anotações em um calendário impresso, assim não esqueço de nada e não coloco mais coisas em dias que já estão cheios.

Tenho feito isso para conseguir costurar e, principalmente, para fazer tricô. Esta estratégia toda, do “modo gincana”, administrando bem o meu tempo e as minhas prioridades, está funcionando para mim.

Tricô de duas semanas atrás…

Tricô crescendo na semana seguinte, uma hora por dia!

E com você, como faz para “surgir” um tempinho extra no meio da correria para fazer o que mais gosta?

Beijos!