Olá!
Quando resolvemos viajar para Paris meio que em cima da hora, eu acompanhei no Instagram (segue lá, o meu perfil é o @katialinden) o movimento de algumas empresas de moldes, de tecidos e etc., que contavam que iriam manter suas participações em uma feira que aconteceria na semana seguinte aos atentados.

Resolvi ver que feira era esta que estavam falando e cheguei ao Salon Créations & Savoir-faire. Vi que aconteceria nos dias em que estaríamos na cidade e me programei para ir em um dos dias em que o marido estaria à trabalho no congresso da área dele.

Logo de cara, comprei meu ingresso pela internet (que tem tarifas diferentes conforme o dia que você vai e horários) e baixei um aplicativo com os expositores e mapa da feira. Já me pareceu bem organizado! Fui para o local, composto por vários pavilhões de exposição, de Uber (pois estava com receio de pegar o metrô, mas tem estação na porta).

Depois das revistas e detectores infelizmente habituais para o momento, entrei na feira. Imaginem a Mega Artesanal, só que com uma área enoooorme para costura de roupas? Era um sonho para quem como eu, até vai às feiras daqui, mas se depara com poucas coisas do tipo no Brasil.

Problema: muitos expositores não aceitavam cartão e eu voltei para o hotel praticamente com a carteira vazia, rs! Por sorte o pagamento do Uber é via aplicativo e com cartão, hehehe!

Eu fiz um monte de snaps – meu Snapchat é o katialinden – nesse dia e, pasmem, para o bem do blog eu falei neles, rs! (Consequentemente, agora eu tenho oficialmente um canal no YouTube :O)

Pois é, como eu contei no vídeo, o lugar é bem legal, os corredores são espaçosos mas, como em qualquer feira, tem que ter um tiquinho de paciência ao visitar os stands mais concorridos. Quando eu cheguei era cedo e andei tranquilamente, até a hora que fui embora estava mais cheio, mas dava para andar.

Dei uma volta no pavilhão todo (eram dois, visitei apenas um). Pulei o pavilhão de itens natalinos e gourmet. Também tinha áreas ótimas de Scrap, bordados tradicionais franceses, tricô e crochê. Acabei ficando mais pelos stands de Moda e Customização (ai que sonho!)

Considerando que eu estava com dinheiro contado e que, mesmo com algumas compras no cartão, limitei as compras pois não está fácil gastar em euros. Fiz ótimas aquisições e mostro aqui, com info dos expositores:

Com as mãos ficando ocupadas por bolsa e sacolas, acabei não fotografando muito, mas essas duas lindezas chamaram minha atenção:

E para bater tanta perna, o look tinha que ser confortável, mas por ser uma feira craft, fiz questão de ir vestida com algo que eu fiz. Lá fui eu com a minha blusa de seda amada!

Blusa: Crepe de Seda comprada na Mittus (Rua Augusta), molde da Burda Portuguesa de 11/2013
Jaqueta de couro sintético: Topshop

Calça jeans de cintura alta: Damyller
Tênis: All Star

Adoraria poder visitar a próxima edição, que acontecerá de 16 a 20/11 deste ano no mesmo local (Parc des expositions – Porte de Versailles, fica na região Sul de Paris). Sonhar não custa nada, né?! Rs!

Beijos!