Liberty – uma declaração de amor (finalmente!)

Olá!
Já deixei muitas pistas do meu amor pela Liberty aqui no blog. Mas para comemorar a chegada da primavera, resolvi mostrar tudo, escancaradamente, hihihi!
Eu acho que os londrinos amam muito as flores. O ano inteiro, independente se está frio ou calor, têm flores por toda a cidade, eu acho isso lindo. E por isso, acho justo que a marca que faz as estampas florais mais lindas que existem seja de lá.

Floreiras na fachada da Liberty.

Eu namorava coisas da Liberty à distância antes mesmo de começar a costurar. Faz tempo que arrematei alguns lenços de seda vintage que eu adoro usar. Quando estive em Londres pela primeira vez, em 2011, tinha começado a costurar há pouco tempo. Comprei 2 metros de tecido da família das estampas clássicas e levei uns bons meses para criar coragem e cortar. No fim das contas (e algumas aulas de apoio), deu tudo certo e um dos meus vestidos mais queridos até hoje está no meu guardarroupas.

O vício foi me pegando de jeito e, depois dos lenços vieram os tecidos, vestidos, coisas para costura, livro, Melissa e tênis Nike. Se eu tiver que definir algo externo que me represente, eu diria que são cores e flores, eu realmente amo muito!

Minhas peças com tecidos Liberty. A segunda e a quarta foram compradas prontas lá mesmo. O restante eu costurei.

Na última viagem, além dos hexágonos que eu contei aqui, trouxe mais estas três estampas:

Flores, pássaros e barcos (sim!)

O mais legal é que o atendimento tipicamente britânico do pessoal da loja me deixa ainda mais animada, quando a vendedora te ajuda a encontrar uma estampa que te agrade e ainda te conta um pouco de história dela. Aliás, este é outro ponto forte da Liberty: o prédio tem história, as estampas também e por aí vai. É um jeito de manter a tradição sem deixar de ser atual. Acho muito difícil errar usando flores, sempre vai ter uma que agrade desde quem é mais discreto e até quem não é.

E não são só as estampas maravilhosas, o tecido é super macio, não desbota com a lavagem e o registro de cores e contornos é perfeito! Até hoje só comprei cotton lawn (que por aqui seria algo como algodão penteado) e popeline. Um dia chego na parte de seda, crepes e afins (oremos, rs).

Outra coisa que eu acho muito legal são as colaborações. Tenho um vestido de uma parceria com a Levi’s, uma Melissa Ultragirl e um Nike de cano alto, todos cheios de flores. As colaborações atuais são com o estilista Marc Jacobs e com as marcas Kenzo e Barbour.

Eu suspiro sempre com os emails sobre costura!

E agora eles tem um email mensal sobre costura, já estou inscrita. O primeiro foi este abaixo, onde relacionaram tudo o que eles tem para costura, tem até vídeo sobre a impressão dos tecidos!

Como a paixão nunca termina, confesso que já estou de olho nesse livro aqui, que acabou de ser lançado

Enfim, esse amor parece ser pra sempre, então acho que você ainda vai ler alguma coisa sobre a Liberty aqui de vez em quando, rs!

Beijos e muitas flores para você!

Meus 11 anos de costuras – um giro por 2019 (parte 1)
Lendo Bell Hooks: “Ensinando a Transgredir – A Educação como Prática da Liberdade”
Minha colcha de retalhos – Pesquisa “in loco” na Liberty

Olá!

Nas minhas férias, eu tive a alegria de voltar à Liberty, yay!!! Não vou ficar escrevendo de novo sobre meu amor eterno (rs) e vou direto ao assunto deste post, sobre o que eu encontrei para a minha colcha de retalhos.

Lá na loja estavam à venda conjuntos de retalhos variados Liberty com os papéis para fazer o mesmo processo que estou fazendo aqui em casa. Legal, né?!

Comprei um pacotinho com 50 retalhos e papéis, feliz da vida, rs!

Estava num tipo de cantinho do Patchwork/Quilting, uma mesa cheia de produtos para fazer projetos à mão e à máquina, inclusive com livros à venda. O mais legal deste cantinho era ter uma amostra dos hexágonos montadinhos, uma graça!

Hexágonos variados, ainda com o alinhavo à mão que prende o tecido ao papel.

O avesso da amostra, com os papéis ainda presos.

Chegando em casa, a primeira constatação que os retalhos são bem bonitos e diferentes do que eu já tenho, o que é ótimo!

A segunda constatação é que tanto o tecido quanto o papel são um pouco maiores do que eu já estou fazendo aqui em casa:

À esquerda, um hexágono de tecido que eu cortei. À direita, um hexágono de tecido do kit e meu molde em cima, para dar ideia da diferença de tamanho.

À esquerda, um hexágono de papel do kit e meu molde de papelão em cima, para dar ideia da diferença de tamanho. À esquerda, um hexágono de papel craft que eu cortei.

Mas não tem problema, eu vou guardar os papéis para outro projeto (que use no máximo 50 hexágonos) e vou usar os tecidos lindos com os papéis que eu já tenho.

Foi uma delícia voltar à Liberty e ver esse cantinho. Já comecei a usar esses retalhos, serão aproveitados como os “miolos” das minhas rosetas!

Beijos!

Meus 11 anos de costuras – um giro por 2019 (parte 1)
Lendo Bell Hooks: “Ensinando a Transgredir – A Educação como Prática da Liberdade”
Costuras da Semana!

Olá!

Estou de volta! As férias propriamente ditas (não só as férias dos cursos) foram ótimas e voltei com a cabeça descansada, que delícia!

Chegando em casa, já tinha em mente que teria toda uma função doméstica pra fazer (esvaziar malas, roupas pra lavar, pra guardar…) e que em seguida teria tempo para costurar. Aí a secretária do lar não pôde vir porque está doente (melhoras, Marília!) e a faxina sobrou pra mim e pro marido. Aí que uma crise de rinite seguida de uma bela gripe me pegou de jeito… Enfim, dessas coisas que acontecem todas de uma vez, que logo se resolvem, mas que te atrasam a vida por alguns dias… Não consegui costurar desde que voltei!!! Aaahhh, que desespero, rs!!! Na verdade, só consegui mexer mais um pouco na minha colcha…

O jeito então foi descansar um pouco e planejar a volta à rotina habitual. E logo menos as costuras voltam com tudo!

Deixo para você as últimas imagens da viagem, que já deixou saudades!

Suspiros eternos pela Liberty

De volta a SP!

Nesta semana a rotina de posts volta ao normal, tá?!
Beijos e boas costuras!

Meus 10 anos de costuras – um giro por 2018
Look do dia – Blusa de malha com efeito tricô e mangas morcego
Katia Linden
Sou de São Paulo, publicitária de formação e várias outras coisas por admiração e escolha própria: feminista, mãe de cachorros, tatuada, amante de música, viciada em Grey's Anatomy, costureira, modelista, consultora de estilo e (também, ufa) autora deste blog.
Sobre o Blog ⟩
Newsletter

Assine a minha newsletter e receba novidades exclusivas por e-mail!

Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Email inválido.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres. (Obrigatório!)
keyboard_arrow_right
close
Um manifesto para 2022
Vencendo a minha maior resistência: vender!