Look do dia – Tudo azul!

Olá!

Sim, o look que me inspirou a começar os posts de look do dia aqui no blog está de volta em detalhes! Eu lembro bem do dia que usei esta combinação pela primeira vez e me senti bonita com ela. Sabia que eu não demoraria a usar de novo e certamente será repetida em outras oportunidades.

Eu amo azul em todas as suas tonalidades, para mim funciona como uma cor básica, assim como o preto funciona para muitas pessoas. Se estou sem ideias, vou de azul. Se não quero arriscar, vou de azul e se quero arriscar uma combinação nova também vou de azul!
Mesmo estando acima do peso, não consigo usar roupas mais largas, eu acho que me deixam maior ainda. Na verdade tudo que é acinturado (sem apertar) me deixa mais confortável. E o combo tecido plano + malha resolve tudo isso muito bem.

Eu tenho três blusas deste modelo, mas não sei por que esta é a que uso menos. Por isso fiquei feliz com a combinação, já que deixou mais uma possibilidade de usá-la. Adoro as mangas em godê que dão movimento e o acabamento em viés com pontos invisíveis à mão. Vendo as fotos, a estampa de pêras alinhadinhas acabou também dando um efeito gráfico bem interessante!

Nos pés, minha amada espadrille preta. Estou viciada nela e acho que azul escuro com preto combinam lindamente! E para finalizar, um coque alto e fofo e batom rosa!

Blusa com mangas godê: tecido de algodão Liberty (Londres), molde da Blusa Taffy, do livro The Colette Sewing Handbook (EUA).

Saia lápis: malha ponto roma comprada na Mediterrâneo (no Bom Retiro), molde Mabel, do site Colette Patterns (EUA).

Espadrilha: Cervera

Brincos e anel: Camila Klein

Batom: Relentlessly Red (MAC)

Gostou? Espero que sim!

Beijos!

A volta às costuras depois de um ano
Voltei a dar aulas! Primeira parada: Sesc Ipiranga
Meu guardarroupa de inverno

Olá!

O inverno chegou! E olha, depois de ter passado pelo verão absurdo que foi este último em SP, eu resolvi não reclamar mais do clima, principalmente do frio.

Primeiro, porque não vai resolver nada e outra que, dedicando uma atenção a mais às roupas desta estação, eu ficaria com menos preguiça de me vestir.

Então, não é porque resolvi não reclamar mais do tempo que eu não vou deixar de ter preguiça de levantar da cama, que não vou achar chata a hora de entrar e de sair do banho e assim por diante.
Mas sair ajeitada de casa, com roupas bonitas e quentinhas as quais eu nunca tinha dado atenção, isso já eu estou fazendo desde o friozinho do outono.

Antes, o que eu fazia era usar as roupas mais fresquinhas “de sempre” com casaco, meia calça e bota.
Algumas roupas realmente funcionam bem desta forma, mas nem todas. Aí, na hora da preguiça ou da correria era calça jeans e uma pilha de blusas (coisa que eu continuo detestando, essa sensação de parecer uma bolinha de pano, sem mobilidade).

Eu tenho só duas calças jeans há anos (uma reta e outra skinny, ambas bem escuras) mas geralmente só uso quando realmente não sei o que vestir. Apesar do jeans ser um curinga pra toda vida, não é o tipo de roupa que eu tenho em mente primeiro, engraçado, né?!

Depois daquela mega faxina do armário em fevereiro (que consegui fazer aliás só por conta do ar condicionado portátil ligado no máximo), eu vi aquele monte de vestidos que eu amo e que vou continuar a usar durante o ano todo.

Vi os problemas nas peças separadas e como elas não se combinavam (no geral tinha partes de baixo legais e partes de cima básicas demais ou sem graça mesmo). Culpa minha mesmo, de ter preferido vestidos por muito tempo.

Juntando isso tudo, a vontade de vestir peças de malha sem querer parecer que saí com a roupa “que eu estava enquanto assistia via TV deitada no sofá”: o jeito foi buscar malhas legais e modelagens que deixassem as peças mais arrumadas: minhas amadas pantalonas, uma saia lápis (uma ótima surpresa), uma saia com babados (que notei que vai precisar de um conserto) e uma blusa mais arrumadinha.

Mesma malha, duas peças que adoro: pantalona e saia lápis

Eu continuo com uma certa dificuldade de focar nas blusas, mas algumas que eu gosto muito têm combinado com as novas peças então creio que está tudo sob controle, rs!

Ainda assim, usando cores mais escuras e sem estampas, achei duas saídas para os looks não ficarem sem graça: adotar uma pegada mais esportiva ou adicionar cor ou estampa no restante.

Outra boa descoberta foi a costura de peças de lã e de seda. Eu nunca achava coisas com estes materiais que eu realmente gostasse e, quando acontecia, eram caríssimas! Por exemplo, a primeira saia, de lã xadrez com babado, eu já estou usando muito!

Saia de lã xadrez que estou usando muito! Aqui com blusa de bolinhas, misturando estampas!

As minhas metas de inverno a cumprir ainda são: terminar minha capa de lã e sair usando, estrear e usar muito minha saia de tweed rosa e usar meu chapéu de feltro. Não todos ao mesmo tempo pois aqui não faz esse frio todo, rs!

E você, já pensou em como tirar proveito máximo das suas costuras e do que você já tem no armário para cada estação?

Beijos e bom inverno!

A volta às costuras depois de um ano
Voltei a dar aulas! Primeira parada: Sesc Ipiranga
Costuras da Semana!

Olá!

Eu contei 6a feira sobre meu sumiço e agora vou colocar em dia os assuntos aqui do blog! Desta vez teremos costuras de duas semanas!

Dia desses peguei minha saia de malha para terminá-la. Agora só falta eu retomar a amizade com a overloque de novo, no próximo projeto que eu precisar dela a gente vê no que dá, rs!

Não é que ficou bem legal?

Nas aulas de Patchwork, primeiro terminamos a base para máquina de costura. Ela já está pronta e ficou linda!

Já está em uso!

Começamos a fazer a capa da máquina, que vai ter um bloco em Foundation que formará uma máquina de costura. Este projeto também promete!

Lindeza desde os primeiros pedacinhos!

A blusa de seda já foi devidamente estreada, com legging e botinha. Mas o que eu quero mesmo é usar em uma produção mais arrumada e provavelmente com a blusa por dentro de uma saia, por exemplo.

Look do fim do dia, não reparem, rs!

Detalhe da manga, adorei!

Nas aulas de costuras, trabalhamos em uma saia lápis, em viés, com um recorte muito legal. Escolhi um tweed tão lindo para este projeto, falta só um ganchinho para fechar!

Na 6a feira da semana anterior eu fui fazer algumas comprinhas no Bazar Ó Gente e também participar da oficina de estamparia do Superziper. Andrea sempre muito fofa explicou como iniciar nesta técnica, como as tintas para tecido costumam se comportar e também como fazer nossos próprios carimbos, usando Eva e batata. Vou mostrar mais detalhes ainda esta semana!

Por último, comecei um quimono novo, agora clarinho e em crepe de chine. Como já está boa parte feito, acho que logo eu mostro!

Novo quimono em progresso!

Ah, alguns bloquinhos de Patchwork surgiram entre uma produção e outra, mas por serem feitos por um motivo muito nobre, vou contar em detalhes a finalidade deles em outro post!

Tentei não me estender muito para contar tudo, rs!

Beijos e boas costuras!

Voltei a dar aulas! Primeira parada: Sesc Ipiranga
Um novo armário handmade para uma nova fase
Katia Linden
Sou de São Paulo, publicitária de formação e várias outras coisas por admiração e escolha própria: tatuada, amante de música, viciada em Grey's Anatomy e Game of Thrones, esposa, dona de casa, costureira, modelista, consultora de estilo e (também, ufa) autora deste blog.
Sobre o Blog ⟩
Newsletter

Assine a minha newsletter e receba novidades exclusivas por e-mail!

Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Email inválido.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres. (Obrigatório!)
keyboard_arrow_right
close
Vencendo a minha maior resistência: vender!
Sobre Florescer em Pleno Inverno