Costuras da Semana!

Olá!

Estou com vários posts no rascunho, precisando de imagens ou de uns retoques no texto para poder publicar, mas lá no rascunho eles ainda vão ficar mais um pouquinho, já que nesta última semana a atividade principal foi de costurar bastante, sempre que desse algum tempo.

Como comentei no último post de costuras da semana, as aulas de Patchwork deste ano já terminaram (e a pessoa acordou na última 6a feira meio perdida, rs!). Tati e dona Lucia me deram uma última aulinha só para eu não passar o fim de ano com projeto inacabado e eu fiquei muito feliz!

Terminei a minha bolsinha de mão e ficou tão linda! Enquanto fazia já ia me apegando à peça, rs! Veja como ficou:

Que amor!

Detalhe do Log Cabin, tamanho bebê! Já pode sofrer de saudade até fevereiro?

Na aula de costura, lá estava eu e o meu macacão mais uma vez. Tem hora que eu fico com bronca de mim mesma quando demoro mais do que pensava para terminar um projeto. Até porque só tenho esta semana de aula com a Lurdes, resolvi dedicar um tempo para terminá-lo em casa.

Pois bem, o macacão ficou pronto e eu já usei no final de semana, com uma Melissa Aranha que brilha no escuro (graças a minha amiga Iris que provou que ela era muito mais legal que uma pretinha básica e levou uma igual para ela).

Depois de colocar a renda no decote (a mesma que usei no meu vestido Laurel, lembra?) a peça ficou com outra cara. Adoro pensar nesses detalhes!

A faixa para prender o transpasse era para ser de fita de gorgorão vermelha, mas achei que estava cortando a silhueta, fora que ela não é tão maleável… Aos 45 minutos do segundo tempo troquei por faixas do mesmo tecido do macacão e deixei num tamanho para cruzar atrás e amarrar na frente.

Detalhes que adoro:

Transpasse nas partes de cima e de baixo e fitas fininhas para amarrar.

Mangas duplas e franzidas

Renda no decote.

Prontinho no cabide e em uso. (não reparem na minha cara de passada, marido tirou as fotos para mim depois do combo almoço + bazar Ó Gente, rs!)

EXCLUSIVO! Making of: Meus cachorros não estavam nem aí pro que estava acontecendo em volta. Saíram em todas as fotos comendo ossinho, rs!

O que acharam? Eu adorei!

Terminada está peça, lá fui eu correr com o vestido branco para o ano novo. Fiz todas as pences e fechei a peça. Levarei para a aula de amanhã a parte de cima unida com alinhavo à de baixo. Falta fazer acabamentos, colocar elásticos no decote e cavas, por zíper.

O plano inicial é de colocar um daqueles babados que vão de ombro a ombro, mas ainda não estou certa disso, devo resolver na hora. À medida que ia costurando, já ia imaginando como será a produção toda. Acho isso uma delícia!

Por enquanto está assim:

Adorando a mistura dos tecidos brancos!

Na 6a feira, participei de duas oficinas do Bazar Ógente, da qual sou fã.
Na primeira fiz um Quadrinho Craft, sob a batuta da Simone Aguiar, usando técnicas de forração/cartonagem. O legal é poder brincar com os materiais na hora de decorar a moldura já encapada com tecido. Todas as participantes fizeram quadrinhos fofos!

Este aqui é o meu, já está indo morar no meu quartinho (cada vez com o espaço mais escasso, rs):

Além de colar uma fita turquesa em toda a volta da moldura, enfeitei 3 cantos dela, cada um com um material diferente. Deixei um sem enfeitar de propósito. Achei que ficou bem legal no fim das contas!

Canto com botões variados.

Canto com peças de madeira.

Canto com flor de crochê, que veio junto com o kit de tecidos para a forração da moldura. Coloquei uma fita verdinha para fazer as vezes das folhas.

Depois, participei da oficina de Furoshiki, com as queridas Andrea e Claudia, do Superziper.

Sempre quis aprender essa técnica de usar um quadrado de tecido e alguns nós (e o segredo está em fazer o nó corretamente) para embrulhar alguma coisa, fazer bolsas e até enfeites!

Aprendi o nó básico e alguns tipos de peça para usar a técnica:
– Fechar caixas/embrulhos
– Embrulhar garrafas
– Fazer bolsa de uma alça
– Fazer bolsa de duas alças
– Fazer uma flor

Além de ser algo prático e sustentável (já que o material não é descartável e pode ser reaproveitado muitas e muitas vezes), dá para tornar o material do embrulho como parte do presente. Imagina presentear alguém que adora tecidos com um tecido bem lindo por fora, que ela vai poder usar depois, ou dar um lenço lindo junto?

Prático e lindo, precisa de mais alguma coisa?

Quem se interessar pelo assunto, tem vários vídeos lá no Superziper!

No sábado eu voltei lá para fazer as compras, já que na 6a acabou não dando tempo.

Trouxe para casa mimos da Jojo para duas crianças, alguns achados do Armarinho Vintage do Superziper, uma bolsinha com fecho da vovó da Modos de Mocinha e uma bolsa de pássaros d‘A Sacoleira.

Ufa! Ontem, para desacelerar, costurei mais alguns hexágonos. Logo todos ficarão prontos e reiniciarei a montagem de rosetas para a colcha. Saldo de rosetas estampadas até o momento: 55 (de 146).

Semana deliciosa, cheia de bons encontros e coisas lindas!
Beijos e boas costuras!

Look do Dia: Um vestido de paetês para saudar 2020 e brilhar na quarentena
Costuras na Quarentena, Máscaras de Tecido e Recomeço do Ateliê
Cola no lugar de linha!

Não sei para vocês, mas quando vejo um tecido lindo acabo pensando automaticamente no que eu posso fazer com ele através da costura. Ainda assim, eu resolvi que este ano eu quero aprender mais usos pros tecidos, ainda que sem usar a costura.

A primeira novidade para mim foi aprender um pouco de cartonagem e forração francesa.
Fiz uma aula em fevereiro com a Claudia Wada na Casa do Restaurador e saí de lá com uma caixinha para o marido guardar relógios e as coisinhas que ele costumava abandonar em cima da minha penteadeira, rs!

Eu adorei usar ferramentas novas e aprender novas técnicas! O mais curioso foi observar que, pelo menos entre as pessoas que fizeram a aula comigo, parece que quem é chegado em costura não é chegado em cartonagem e quem gosta de patchwork (que está na minha lista para este ano) parece não gostar tanto da costura “tradicional” de roupas e acessórios…
Será que foi só impressão minha?

Devo voltar em breve para mais uma aula (ou talvez duas) para mais projetos que quero fazer.
A programação dos próximos cursos está aqui. Quem sabe a gente não se encontra por lá qualquer hora dessas?

E semana passada, aproveitei a vontade de querer aprender encadernação com a vontade de visitar o Ateliê Basile em Brasília e reencontrar a querida Vivi e conhecer pessoalmente a Maila.

Foi uma delícia! Além de fazer turismo e fotografar muito a capital do país, eu saí de lá com dois cadernos lindos, a cabeça leve e a alegria de ser muito bem recebida!

 Congresso Nacional e Palácio do Itamaraty, incríveis!

 Trouxe um pedaço do Ateliê Basile pra casa, pois o caderno de costura foi feito com o mesmo papel de parede de lá!
E essa almofadinha linda?

 O caderno feito com tecido lindo, costura borboleta e elástico pra encaixar a caneta.
 Projeto mais que caprichado

Vivi e Maila com alguns dos projetos do Ateliê

Já estou com saudades desta dupla, do Ateliê e dos cupcakes de banana!

Quer ver mais fotos lindas do sábado passado? Elas fizeram um post fofo!

Quer ver a agenda das próximas aulas? Tem aqui!

Beijos!

Costuras na Quarentena, Máscaras de Tecido e Recomeço do Ateliê
7 Anos de Blog e uma vida toda pela frente!
Katia Linden
Sou de São Paulo, publicitária de formação e várias outras coisas por admiração e escolha própria: feminista, mãe de cachorros, tatuada, amante de música, viciada em Grey's Anatomy, costureira, modelista, consultora de estilo e (também, ufa) autora deste blog.
Sobre o Blog ⟩
Newsletter

Assine a minha newsletter e receba novidades exclusivas por e-mail!

Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Email inválido.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres. (Obrigatório!)
keyboard_arrow_right
close
Vencendo a minha maior resistência: vender!
Sobre Florescer em Pleno Inverno