5 Anos de Blog – Minha Manta de Retalhos está de volta!

Quem lê o blog desde o começo sabe desta saga: em 2013 decidi unir retalhos especiais para fazer uma colcha usando a técnica do Jardim da Vovó, com hexágonos costurados à mão.

Sim, agora em maio o projeto vai comemorar cinco anos, entre idas e vindas, nossa! Estou empenhada para terminar logo esta manta de uma vez por todas, rs!

A retomada

Quando eu estava viajando no último Carnaval, me dei conta de que ainda não tinha costurado nada em 2018. Fiquei pensando no que eu poderia fazer ao voltar para casa e, no lugar de começar uma costura nova, resolvi pegar a manta para terminar.

Projeto parado é material e tempo parados, e, no caso desta manta, um bocado de história também!

Primeiro vídeo da manta

Então, depois de dois meses de retorno aos trabalhos (geralmente usando a minha famosa técnica de pegar por uma hora por dia), fiz ontem uma live no YouTube (já se inscreveu no meu canal?) contando como foi retomar esse projeto, em que etapa estava e etc. É muito engraçado porque, há cinco anos atrás, eu nem imaginava que teríamos Stories no Instagram para mostrar a rotina desse trabalho e muito menos eu achava que faria vídeo no YouTube sobre ele!

(Link para o vídeo)

  • Qual a história desse projeto?
  • Como é a técnica?
  • Em que pé está o meu projeto no momento?
  • Outras aplicações da técnica do Jardim da Vovó
  • Livros de referência
  • O que falta fazer?

Já que a colcha/manta começou a fazer parte da minha vida apenas dois meses depois da criação deste blog, rolaram posts sobre ela ao longo de todos estes anos, só em 2017 que não! Em complemento ao vídeo, resolvi deixar aqui um apanhado destes posts sobre a colcha (que depois foi modificada para uma manta).

Explico: no blog antigo tinha uma página só para reunir estes posts e, aqui no blog atual, o conteúdo acabou se misturando aos demais posts de costura.

Bora recapitular?

O que rolou em 2013

Maio: Iniciando a colcha e Escolhendo o modelo da colcha
Junho: Novos retalhos e Novos retalhos e novo molde para cortar o papel
Julho: Progresso da colcha e Novos retalhos
Agosto: Pesquisa in loco na Liberty e Progressos de agosto
Outubro: Progressos de setembro

O que rolou em 2014

Janeiro: Progressos de dezembro e a primeira mudança de projeto (rs)
Fevereiro: Progressos de janeiro – compra de materiais e novos retalhos
Julho: Progressos de maio e junho – Hexágonos brancos

O que rolou em 2015

Fevereiro: Progressos de dezembro e janeiro – hexágonos brancos e início da montagem da colcha

O que rolou em 2016

Julho: Retomada e outra mudança de projeto (rs)

Outros projetos com Hexágonos

No vídeo eu mostrei outros projetos em que apliquei a técnica dos hexágonos de tecido. Se você quiser ver algum em detalhe, veja os posts abaixo!

Almofada com hexágonos aplicados com ponto caseado
Cesto com hexágonos aplicados com pontos invisíveis à mão
Mochila com hexágonos aplicados com quilt à máquina (matelassê)

 

Agora eu termino, vocês vão ver!
É um projeto muito especial para mim e está mais do que na hora de colocar a peça pronta em uso!

E, se você quiser acompanhar o dia-a-dia desta manta, é só conferir lá nos Stories do meu Instagram!

Colcha de Retalhos – um filme e uma vontade
Minha colcha de retalhos – Patchwork Hexagonal
Um presente em tricô para a Valentina

Para poder aprender técnicas (e pontos) diferentes, eu confesso que acabo sempre fazendo projetos novos e não repetindo quase nenhum deles.

Mas é um fato que é sempre bom ter uma “carta na manga” na hora de presentear. A gola em ponto barra inglesa que aprendi no ano passado já foi repetida algumas vezes (umas cinco, eu acho), sendo uma ótima opção de presente bonito e rápido em tricô.

A receita da manta que eu fiz para o Hiro no ano passado também valia a pena ser repetida! Foi o que eu pensei ao fazer um presente para a Valentina, filha da Ana e do Otávio, que vai nascer em agosto.

Repetir alguns projetos ajuda muito a fixar a técnica e também a aprimorar a prática!

A manta da Valentina

Resolvi há um tempo fazer uma manta de tricô para a Valentina e comprei o material em março, para garantir… Comecei mesmo a tricotar em maio, quando passei o aperto de ter comprado lã a menos, por distração minha. Por sorte, entrei em contato com o Bazar Horizonte, onde eu tinha comprado a primeira parte da lã e eles ainda tinham novelos do mesmo lote, ufa!

No ano passado eu anotei a receita em meu caderninho, mas quem disse que eu anotei direito? Na hora eu compreendi o que anotei e a primeira peça saiu certinha. Mas ao retomar, quase um ano depois, vi que faltavam informações importantes!

Por sorte, o post sobre a manta do Hiro está bem recheado de fotos (rs) e elas me ajudaram a fazer a manta da Valentina corretamente!

Ainda por cima, provavelmente por conta da pressa em terminar a primeira manta, eu não tinha anotado como era o acabamento em crochê e acabei levando a manta para as aulas para terminar. Com esses pequenos percalços resolvidos, assim ela ficou!

Usei 10 novelos de lã Sidney, da Filatura Cervinia (50g cada, 100% lã de merino), agulha de tricô circular de 6mm (sem fazer tricô circular, só aproveitando o comprimento do cabo para ter mais espaço para trabalhar) e agulha de crochê de 4mm. A cor é um verdinho bem claro, código 805.

Um gorro fofinho

Como eu tinha tempo hábil para entregar o presente e um pouco de lã que restou da manta, aproveitei para tricotar um gorrinho bem fofo para a Valentina. Ela vai nascer ainda no inverno e acho que será bem útil!

E gorro infantil tem que ter pompom, né?!

Eu usei parte de um novelo da mesma lã da manta, não cheguei a usar os 50g, tricotando com agulha circular 4,5mm de cabo de 40cm, o mais curto que eu tenho. O pompom foi feito com o fazedor de pompom maior da dupla que tenho da Clover (tem post sobre meus apetrechos de tricô e crochê aqui).

Conjunto pronto!

Tricotar é bom demais!

Eu fui registrando algumas etapas do processo de fazer este presente no meu instagram e agora compartilho aqui também!

O presente ainda tem uma embalagem fofa que costurei, vou mostrar em outro post!

**Siga o blog com o Bloglovin **

Um novo armário handmade para uma nova fase
Os tricôs de 2018
A manta do Hiro: um tricô bem fofinho e arrematado com crochê!

Olá!

Eu contei há pouco mais de dois anos sobre um presente muito especial que fiz para um bebê que iria nascer (e que agora já tem dois anos e quatro meses): o Noah. Para comemorar a chegada dele, fiz uma colcha de berço de Patchwork em linho e bordei alguns desenhos em Sashiko, uma técnica japonesa muito bonita e com bastante significado. Na época fiz alguns posts sobre a preparação do presente, o último é este, que tem links para os demais.

Eis que em janeiro deste ano, quando estávamos de férias em San Francisco, a Ane descobriu que estava grávida novamente. Que emoção saber que o Noah ganharia um irmão (na ocasião ainda não sabíamos que seria mais um menino, a confirmação veio um pouco depois). Para comemorar a chegada do Hiro, lá fui eu preparar um presente… direitos iguais para os dois irmãozinhos, né?!

A escolha do presente

Como ando praticamente viciada em tricotar, assim que terminei a minha blusa de tricô creme, pedi a mestra Solange que me ensinasse um ponto bonito para fazer uma manta de tricô para o Hiro. Queria algo que tivesse um efeito visual bonito, sem ser rebuscado demais, pois este é o estilo de toda a família!

A manta foi feita em um mês, trabalhando algumas horas por dia, pois sou lenta tricotando. Para arrematar tudo, um bico em crochê simples e fofo!

Aqui dá para ver bem os pontos utilizados!

Aqui dá para ver bem os pontos utilizados!

E assim dobradinha dá para ver como é bem fofinha!

O processo de fazer essa manta foi super gostoso. Rendeu bons momentos, principalmente nos dias mais frios!

#tricotakatiatricota que o Hiro logo menos vai chegar!

Luke fazendo companhia (ou seja, cochilando no meu colo) durante os trabalhos.

Chá quentinho no dia de fazer o crochê do arremate.

Usei 10 novelos de lã Sidney, da Filatura Cervinia (50g cada, 100% lã de merino), agulha de tricô circular de 6mm (sem fazer tricô circular, só aproveitando o comprimento do cabo para ter mais espaço para trabalhar) e agulha de crochê de 4mm. A cor é este azul lindo, código 811.

A lã é bem macia e o tricô ficou bem fofinho depois que eu aumentei a espessura da agulha de 5mm para 6mm, pois meus pontos são bem apertados e a manta não pode ficar muito pesada nem dura, já que é para um bebê usar. A receita foi elaborada pela professora Solange, durante as aulas que faço na Novelaria.

Trilha sonora

Assim como eu fiz para o Noah, quero dedicar uma música para este pequeno californiano que está quase chegando, que ainda não conheço pessoalmente, mas que já adoro demais!

Minha banda do coração, Red Hot Chili Peppers, lançou o álbum “The Getaway” recentemente e todas as músicas são maravilhosas, recomendo muito!

Hiro, a minha banda do coração é da California, assim como você! Não é muito amor junto?!

No próximo post eu mostrarei a “embalagem” caprichada da manta. O pacotinho completo viajou bastante e já chegou ao destino final!

Beijos!

Um novo armário handmade para uma nova fase
Os tricôs de 2018
Katia Linden
Sou de São Paulo, publicitária de formação e várias outras coisas por admiração e escolha própria: tatuada, amante de música, viciada em Grey's Anatomy e Game of Thrones, esposa, dona de casa, costureira, modelista, consultora de estilo e (também, ufa) autora deste blog.
Sobre o Blog ⟩
Newsletter

Assine a minha newsletter e receba novidades exclusivas por e-mail!

Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Email inválido.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres. (Obrigatório!)
keyboard_arrow_right
close
Vencendo a minha maior resistência: vender!
Sobre Florescer em Pleno Inverno