Um novo armário handmade para uma nova fase

Aiai… como é bom escrever sobre 2018 referindo-se a ele assim: no passado, rs! Eu tive um ano muito intenso. Em um determinado momento vi que, se eu não cuidasse do meu equilíbrio físico, mental e espiritual, eu ficaria ainda mais doente.

Explico: no começo do ano passado eu fui diagnosticada com gordura no fígado em nível moderado. Meu médico pediu na época que eu emagrecesse 20 quilos. Logo de cara, como eu pouco mudei os meus hábitos, eu não consegui. E não tem jeito, é gordura, tem que queimar e não deixar acumular mais. A diferença é que não está lá visível como uma pancinha, pneuzinho e tal…

Vieram os acontecimentos de junho em diante e eu fiquei muito mal fisicamente. Não conseguia comer ou comia e passava mal. A depressão e as crises de ansiedade ameaçaram a minha saúde por alguns meses. Ficaria um post inteiro aqui descrevendo os sintomas, mas vou me ater a dizer que perdi 8 quilos sem saúde nenhuma. Tanto é que eu repeti os exames e a condição do meu fígado não tinha mudado. Aí eu vi que tinha que fazer algo por mim. Fui caminhar com meus cachorros (no começo foi difícil pois me sentia muito fraca, mas depois peguei o embalo), cuidei da minha alimentação. Minha família me ajudou demais nesse processo, assim como algumas amigas maravilhosas também.

Perdi até agora (e espero não mais encontrar, hahaha) 18 quilos. Sendo os 10 últimos com mais saúde. Os últimos exames que fiz já mostram uma condição bem melhor. Ainda não estou 100%, mas em 2019 eu sei que chegarei lá. Passei a me sentir mais disposta e mais feliz por estar bem fisicamente. E não teve como isso não se refletir no exterior.

Cabelo novo

Isso tudo estava acontecendo e eu não me reconhecia mais ao me olhar no espelho. Em agosto eu já tinha ficado loira pois não estava mais com cabeça para manter o cabelo rosa. Em outubro, o mês da virada, eu cortei o cabelo. Foi só o corte, nem mexi na cor. Mas parece que, daquele dia em diante, eu me encontrei de novo fisicamente.

Voltei a usar batom vermelho (a melhor transgressão da minha cartela de cor totalmente fria e opaca, rs), salto alto, roupas mais curtas ou mais ajustadas ao corpo. Sei lá como explicar, essa mulher nova que estava pedindo para sair pro mundo faz tempo finalmente apareceu. Mais segura, mais livre, mais feliz.

Cabelo novo, a volta do batom vermelho e a blusa de seda mais amada!

Roupas novas (só que não)

Passei a olhar com outros olhos para o meu armário. Resgatei peças que não me serviam há tempos ou que eu não tinha mais vontade de usar, mas que ainda estavam lá dentro. Comecei a fazer novas combinações. E tenho colocado sempre que lembro (rs) nos Stories do meu Instagram.

Aqui vão algumas fotinhos de looks, algumas clicadas no espelho mesmo, sem complicação. Pois se tem uma coisa que eu prezo hoje em dia é que as coisas fluam sem complicação, sem produção demais!

(Clique em uma das fotos para ver em tela cheia)

Um armário para a vida nova e vida real

Como eu contei nos Stories dia desses (já me segue lá no Insta? É o @katialinden), esse exercício meu de postar looks da vida real, cheio de repetecos e peças que já tenho faz tempo no armário (lembra que não costurei uma roupa nova sequer em 2018 e tricotei algumas peças apenas?) me faz pensar como eu vivo em paz com meus princípios.

Eu faço o que amo, valorizo o que tenho (usando muito o que tenho, inclusive). Esse momento de mostrar as peças é mais sobre ser testemunho de que é possível construir algo com as próprias mãos, para usar muito e de acordo com a vida que a gente leva.

Não nasci para ter uma “vida de blogueira” apesar de ter este cantinho aqui como o meu diário de bordo, como sempre digo. Prezo demais por um estilo de vida feito à mão (pode ser pelas minhas ou pelas mãos de outras pessoas), que caiba dentro da minha realidade e me deixe feliz. Assim consigo passar minha mensagem adiante, seja aqui pelo blog, pelas redes sociais ou através das aulas ou consultoria.

Passar toda esta etapa a limpo por aqui me ajuda a dar os passos seguintes, pois tem muita ideia boa para ganhar o mundo!

Beijos e até logo menos!

A volta às costuras depois de um ano
Voltei a dar aulas! Primeira parada: Sesc Ipiranga
Últimos Looks do Me Made May 2016 (#mmmay16)!

Olá!
E não é que chegamos em junho? Além de quase metade do ano já ter passado, significa também que o Me Made May deste ano também terminou. Mais uma vez fiquei feliz por ter participado e, depois de mostrar os últimos looks handmade, conto as minhas conclusões!

Dia 17: Para um dia normal de trabalho em casa, usei meu macacão comprido de algodão. Post sobre ele aqui.

Dia 18: Era para ser apenas uma foto com um dos meus vestidos favoritos (fora de casa eu estava também de lenço e casaco). Aí Luke fofinho resolveu aparecer também!Post sobre o vestido Laurel aqui.

Dia 19: dia de afazeres domésticos, sem look para mostrar, rs!Dia 20: dia de combinar o cabelo novo com a saia nova (e mto querida)!A saia Mabel em breve vai ter um post para ela, mas já mostrei um pouco aqui.

Dia 21: para um sábado calmo de outono, uma blusa cropped handmade!Post sobre o meu terceiro top cropped Astoria aqui.

Dia 22: um dia sem roupa feita por mim para mostrar, mas com o viés da minha colcha de Patchwork finalizado! Está pronta! (Em breve vai ter post especial sobre o meu quarto, aguarde!)

Dia 23: um dia com imprevistos para resolver e sem roupa feita por mim também…Dia 24: dia produtivo no ateliê, com o ajuste da gola de uma blusa querida e a costura de um Patch especial na jaqueta jeans!

Dia 25: finalmente eu consegui vestir em SP esta blusa de tricô que fiz no ano passado! Post sobre a blusa de tricô aqui.

Dia 26: noite de boliche com os amigos e minha camiseta de couro sintético.Post sobre ela aqui.

Dia 27: combinei duas peças que amo mas que nunca tinham sido usadas juntas! Gostei! Post sobre o macacão jeans aqui e sobre a camisa de seda aqui.

Dia 28: para receber amigos queridos em casa, minha saia lápis de couro sintético e top Coco de malha. Gostei da combinação das cores!Post sobre a saia aqui e sobre o top Coco de malha aqui.

Dia 29: para o almoço de domingo com o marido, vestido de viscose e jaqueta jeans que recentemente ganhou um Patch. Vamos ter post de look do dia para mostrar mais detalhes!

Dia 30: Mais um dia sem look para mostrar, usei apenas roupas esportivas.Dia 31: encerrando o mês sem glamour mas com o conforto da calça de pijama de algodão handmade.Post com mais imagens da calça de pijama Margot (do livro da Tilly and the Buttons) aqui.

Conclusões sobre meu armário handmade

Consegui cumprir o que eu tinha proposto no início do desafio: usar roupas feitas por mim com combinações variadas. Procurei não repetir peças (a única peça que fiz e repeti foi o macacão jeans, com outras blusas combinadas com ele). Ao longo do mês usei 29 peças que eu fiz ou customizei… E olha que tem bem mais no armário, uau!

Não cheguei a produzir nenhuma peça nova em maio, já que trabalhei mais na minha blusa de tricô e na minha colcha de Patchwork, com isso tive tempo de repensar a minha “fila” de projetos e direcionar as próximas produções para itens que usarei mais no inverno.

As peças campeãs de uso foram as que eu fiz a modelagem (acabam sendo um xodó extra, né?!) e o que veio da Colette Patterns (tanto os moldes comprados no site, quanto da revista Seamwork e um livro que eu tenho). Outras boas fontes de projetos foram a revista Burda e o site Tilly and the Buttons. Acho bom ver por esse aspecto, sabe?

Sobre os tipos de peças, eu ainda uso bastante vestidos, mas tenho procurado variar mais com peças separadas. Por isso tenho nos meus planos fazer mais calças e blusas (porque na parte de saias eu acho que está ótimo o que já tenho).

Deu para ver que continuo usando muito tênis, mas com a chegada do frio, as botas – com salto ou sem – estão saindo do armário, oba!

Os dias que eu “furei” é porque estava com roupas esportivas e eu nunca produzi uma peça sequer deste tipo. Algo para pensar para o futuro!

E a melhor conclusão de todas: ter um armário handmade é possível e super gratificante!
Que venha o Me Made May 2017!

Beijos!

A volta às costuras depois de um ano
Voltei a dar aulas! Primeira parada: Sesc Ipiranga
Armário Handmade de Férias!

Olá!

Antes que eu termine esta série de posts sobre as minhas férias, conforme mostro aqui no blog mais peças prontas, é certo que meu armário está cada vez mais preenchido com peças que eu mesma fiz. Consequentemente, sempre estou usando algo que já apareceu aqui no blog em algum momento e, durante os últimos tempos, aproveitei para registrar alguns deles para mostrar! Ter um armário handmade espelha nossa personalidade!

Vida Craft

Nessas horas me dou conta que eu realmente acredito que uma vida mais handmade é totalmente possível e muito gratificante!

Cada peça dessas é especial, tem um significado e uma história. É bem mais legal que comprar um monte de roupas sem pensar muito (apesar de algumas marcas que eu adoro sempre contarem com uma visita minha, como a Laundry e a Lascivité, onde a gente sabe que é tudo feito com amor e também do jeito mais correto, fora que é um incentivo a comprar de marcas locais e de trabalho autoral).

Bom, lá vou eu mostrar um pouquinho do que andei usando ultimamente (usei mais peças ainda, mas não fotografei tudo…):

Para comemorar meu aniversário em casa com a família, usei a minha saia de sarja Arielle (post aqui), com Melissa e essa blusa linda da Dresscoração! O colar é da Laundry (por Analogic Love).

Meu macacão jeans (Turia Dungarees, post aqui) passeou até de bicicleta por Venice Beach, na Califórnia. O sol engana só um pouco, tanto é que eu estava com moletom por baixo e também uma camiseta de mangas compridas, rs!

Usei minha camisa de seda (post aqui) acompanhada de shorts de cetim de algodão da Laundry, lenço de seda e espadrilles para o jantar em que eu e o marido comemoramos mais um ano de casados! Eu achei que ficou bem especial!

Quase que rolou um look monocromático, porque até o cabelo agora é cinza, rs! Mas os óculos escuros espelhados cumpriram o papel de dar uma corzinha a mais! Post do vestido de moletom cinza mescla aqui.

De macacão de tecido e cara lavada para uma ida ao cinema, rs!Post sobre o macacão comprido aqui.

Mais uma vez o macacão jeans com a minha camiseta amarela que eu adoro (post sobre ela aqui), num almoço de domingo com o marido na Vila Madalena.

Para comemorar o aniversário de uma das pequenas da família, minha saia Vivi (molde Francine Lacerda, post aqui) e camiseta que eu incrementei com viés de âncoras (post aqui). Amo a mistura do azul das listras da camiseta com o azul miudinho da estampa da saia!

Meu macacão mais antigo (post aqui) num passeio com o marido e o Luke na Paulista. Programa delicioso, recomendo!

Já deu pra ver que eu estou viciada em macacões (e ainda tem um molde novo me esperando e um outro que eu quero desenvolver a modelagem) e nesse tênis branco, né?!

É tão legal quando a gente se encontra de verdade e as nossas roupas só cumprem o papel de mostrar isso pro mundo! Adorei mostrar aqui no blog, quem sabe mais pessoas se animam em montar um armário handmade?

Beijos!

A volta às costuras depois de um ano
Voltei a dar aulas! Primeira parada: Sesc Ipiranga
Katia Linden
Sou de São Paulo, publicitária de formação e várias outras coisas por admiração e escolha própria: tatuada, amante de música, viciada em Grey's Anatomy e Game of Thrones, esposa, dona de casa, costureira, modelista, consultora de estilo e (também, ufa) autora deste blog.
Sobre o Blog ⟩
Newsletter

Assine a minha newsletter e receba novidades exclusivas por e-mail!

Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres.
Email inválido.
Insira apenas letras e espaços. Min. 2 caracteres. (Obrigatório!)
keyboard_arrow_right
close
Vencendo a minha maior resistência: vender!
Sobre Florescer em Pleno Inverno